26.4 C
Jundiaí
quarta-feira, 7 dezembro, 2022

De virada, Japão despacha Alemanha em jogo surpreendente

PUBLICIDADEspot_img

Uma manhã para entrar na história do futebol na Terra do Sol Nascente, quando o estádio Internacional Khalifa assistiu a Alemanha perder de virada por 2 a 1, em sua estreia na Copa do Mundo, pelo grupo E. Esta é a primeira vitória da história dos japoneses nos Mundiais revertendo um placar adverso. Os alemães começaram vencendo a partida com gol de Gundogan, mas os milagres do goleiro Shuichi Gonda, e os gols de Doan e Asano, deram o triunfo à seleção asiática.

Favoritas ao título, a Alemanha fez um bom primeiro tempo, mas perdeu intensidade na segunda etapa e foi engolida pela vontade da seleção do Japão.

Na Copa que tem sido dos goleiros, o destaque da partida foi Gonda, com defesas que mantiveram os japoneses vivos no jogo, e o técnico Hajime Moriyasu, que mexeu e melhorou o time durante a segunda etapa.

Costa Rica e Espanha, as outras duas seleções do Grupo E da Copa do Mundo, entram em campo às 13h (de Brasília) de hoje (23), no estádio Al Thumama. Na segunda rodada da chave, marcada para domingo (27), o Japão encara a Costa Rica, às 7h (de Brasília), enquanto a Alemanha faz o clássico europeu contra a Espanha, às 16h.

Partida de protestos

Antes da bola rolar, jogadores da seleção alemã colocaram suas mãos sobre a boca para simbolizarem que foram silenciados pela Fifa. A entidade proibiu o uso da braçadeira de capitão ‘One Love’, que apoia a causa LGBTQIA+.

“Com a nossa braçadeira de capitão quisemos dar o exemplo pelos valores que vivemos na seleção: a diversidade e o respeito mútuo. Seja alto junto com outras nações. Não se trata de uma mensagem política: os direitos humanos não são negociáveis”, escreveu a Federação Alemã de Futebol em nota oficial.

O goleiro 

Shuichi Gonda é o nome dele. O goleiro que foi para o intervalo como o vilão japonês por ter cometido o pênalti que culminou no gol alemão. Mas na segunda etapa fez grande defesas, que mantiveram a equipe na partida. Durante o jogo foram oito defesas que impediram os alemães de ampliarem o placar.

Mudança cirurgica

Hajime Moriyasu, técnico da equipe japonesa, percebeu que na primeira etapa as melhores chances do Japão saíram pelo lado de Raum. Na volta do intervalo ele tirou o atacante Kubo e promoveu a entrada de Tomyasu, defensor que atua no Arsenal. A alteração tirou os espaços da Alemanha no ataque. 

Após perceber que sua equipe melhorou no jogo, Moriyasu tirou um lateral e um meio-campista para colocar atacantes: Mitoma, Minamino e Doan. Os três escolhidos participaram do gol de empate. Aos 30, Minamino recebeu passe Mitoma pelo lado esquerdo e bateu cruzado para dentro da área. Neuer espalmou e no rebote Doan completou para o fundo do gol.

Asano virou o jogo, minutos depois. Ele recebeu lançamento longo, ganhou de Schlotterbeck na velocidade e finalizou forte no canto de Neuer. (Fonte: UOL)

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas