spot_img
24.5 C
Jundiaí
sábado, 17 abril, 2021

Presos fazem entulho virar casinhas para cães abandonados

Os detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Sandro Alves da Silva” de Serra Azul, município do estado de São Paulo, iniciaram um projeto do bem para os animais de rua da cidade. Eles aproveitaram entulhos de madeira para criar casinhas para os cachorros de rua da região.

O Projeto Acolher, como foi chamado, surgiu quando Valdemar Alves, diretor do CDP, viu uma publicação nas redes sociais, sobre instalação de pontos de comedouros e bebedouros para cães e gatos de rua. O projeto era administrado por um empresário local, que deu todo apoio para Valdemar.

Entrei em contato com o Wagner [empresário] para falar sobre um projeto semelhante desenvolvido em outro presídio da Secretaria da Administração Penitenciária [SAP], que era a construção de casinhas para cães, e me coloquei à disposição para desenvolver essa ação também no CDP de Serra Azul”, conta Valdemar.

O Projeto Acolher deu super certo e eles conseguiram construir diversas casinhas, que serão espalhadas por Serra Azul.

Madeira foi resultado de uma reforma

Além de ajudar os cães de rua, o projeto ainda promoveu a sustentabilidade. É que a madeira utilizada na construção, foi retirada de um entulho, resultante da reforma em uma das quadras municipais de Serra Azul.

O Wagner teve conhecimento de que a madeira, inicialmente, seria descartada como entulho. Então, conseguimos que o município doasse o material para o nosso projeto”, conta Valdemar.

Com a madeira em mãos, os detentos projetaram e começaram a construir as casinhas. Além do Wagner, outros empresários resolveram ajudar na causa, fornecendo mais materiais, como pregos, lixas, parafusos, etc.

No grupo do Projeto Acolher, quatro presos, que já faziam trabalho de marcenaria. Então eles ficaram responsáveis de construir as casas. “As madeiras foram cortadas em vários tamanhos, lixadas, plainadas e furadas. Até o momento, foram montadas dez casinhas para cães”, conta Valdemar.

Casinhas serão entregues a ONGs

O diretor do CDP ainda conta que as construções não irão parar enquanto eles tiverem materiais. As casinhas serão entregues a entidades de proteção animal, que realizam feiras de adoção na cidade e região. “O objetivo é que, ao adotar um animal, a pessoa ganhe uma casinha para o seu novo bichinho de estimação”, explica.

Wagner Cândido conta que essa distribuição pode incentivar a adoção animais, retirando dezenas de cães das ruas de Serra Azul.

Não podemos deixar de citar, também, os benefícios para os presos. Existe a possibilidade de ressocialização do detento, aliando o trabalho a esse projeto social”, pontua.

Um dos detentos envolvidos no projeto, Ronaldo César Justino, de 52 anos, disse a iniciativa é importante para a reinserção do preso ao convívio social e para a causa animal. “Além de ocupar o tempo, ocupa a mente. É bom saber que estamos pagando a nossa dívida com a sociedade e ainda ajudando a cuidar dos animais abandonados. Participar desse projeto nos ajuda a recuperar a autoestima”, finaliza.

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas