25.4 C
Jundiaí
domingo, 21 julho, 2024

Grupo Novo Dia lança documentário sobre “Surdez e a história da ATEAL”

publicidadespot_imgspot_img

No Dia Nacional do Surdo, celebrado em 26 de setembro, o Grupo Novo Dia lança o documentário “Surdez e a história da ATEAL”. Uma das novidades do evento será a exibição de duas sessões: às 10h, na sala do Moviecom Jundiaí e, às 19h, no auditório do Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) Jundiaí.

Em um único episódio, o documentário tem tempo médio de 30 minutos de duração e descreve o presente, passado e o futuro da Surdez. 

A superintendente da ATEAL (Associacão Terapêutica de Estimulação Auditiva e Linguagem), Mariza Pomílio, ressalta que observar os fatos remete a mecessidade da existência do documentário.

“Criada na década de 1980, a entidade dá voz e faz ouvir as pessoas com Deficiência Auditiva e Linguagem, além de manter nos dias de hoje o compromisso com a ciência, tecnologia e inovação. O documentário desvenda a organização não governamental – ONG, que possui um corpo técnico, uma diretoria e um conselho de governança guardiões das boas práticas, alicercados na cultura da transparência e sustentabilidade”, diz.

Outra novidade que marca a exibição do documentário será o acesso à acessibilidade, com a transmissão em Libras (Língua Brasileira de Sinais) feita por um intérprete.

O lançamento do documentário marca uma data de reflexão a respeito dos direitos e da inclusão das pessoas surdas na sociedade brasileira. O mês, aliás, é chamado de Setembro Azul: um período dedicado à conscientização sobre as conquistas da comunidade surda e a urgência e indispensável importância da ampliação da acessibilidade.

O lançamento do documentário marca uma data de reflexão sobre os direitos e a inclusão das pessoas surdas na sociedade brasileira.

O Grupo Novo Dia tem apostado nos documentários, especialmente por ser um produto audiovisual com relevante função social e educacional. “Há uma tendência nesse tipo de produção utilizado como forma de expressão da sociedade e registro dos acontecimentos. A história da ATEAL se confunde com a de Jundiaí, a partir do momento que se torna referência no atendimento para o diagnóstico e reabilitação de deficientes auditivos”, afirma o diretor do Grupo, Rodrigo Malagoli.

As duas exibições são gratuitas e estarão abertas para o público em geral, lembrando que nos dois espaços a capacidade é limitada. O Moviecom fica no Maxi Shopping, na avenida Antônio Frederico Ozanam, 6.000, na Vila Rio Branco. Já o Senac Jundiaí está na rua Vicente Magaglio, 50, no Jardim Paulista I.

Após o lançamento oficial do documentário, “Surdez e a história da ATEAL” poderá ser conferido pelo canal no YouTube do Novo Dia, no NovoDiaTV.

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas