16.4 C
Jundiaí
segunda-feira, 17 junho, 2024

Vinicius Jr. adverte sobre consequências da punição por racismo na Espanha

spot_img

Vinicius Júnior se manifestou sobre a sentença de três torcedores do Valencia, que foram presos por proferirem insultos racistas contra um jogador do Real Madrid. A decisão, anunciada pela LALIGA nesta segunda-feira (10), os condenou a oito meses de prisão, além de serem proibidos de frequentar estádios do Campeonato Espanhol por dois anos e obrigados a cobrir os custos do processo.

“Recebi muitos conselhos para ignorar, alguns sugeriram que minha luta era fútil e que deveria apenas ‘jogar futebol’. Mas, como sempre afirmei, não me vejo como vítima do racismo. Sou o oponente dos racistas. Essa primeira condenação penal na história da Espanha não é apenas por mim. É por todos os negros”, escreveu Vinicius Jr.

O atacante da Seleção Brasileira ainda afirmou: “Que os demais racistas sintam medo, vergonha e se escondam nas sombras. Caso contrário, estarei aqui para exigir justiça. Agradeço à La Liga e ao Real Madrid por contribuírem para esta condenação histórica. Ainda há muito por vir”.

Condenação

Esta foi a primeira vez na história do futebol espanhol em que uma sentença condenatória foi emitida por insultos racistas proferidos em um estádio. Os três acusados foram considerados culpados por “delito contra a integridade moral, conforme o artigo 173.1 do Código Penal, com agravante de discriminação por motivos racistas, conforme o artigo 22.4 do Código Penal”.

Durante a audiência, os acusados leram uma carta na qual pediam desculpas a Vinicius Júnior, à LALIGA e ao Real Madrid.

O presidente da LALIGA, Javier Tebas, comemorou a condenação, afirmando: “Esta sentença é uma excelente notícia para a luta contra o racismo na Espanha, pois repara os danos sofridos por Vinicius Júnior e envia uma mensagem clara para aqueles que vão a um estádio de futebol para insultar: a LALIGA os detectará, denunciará e haverá consequências criminais”.

O incidente ocorreu em maio de 2023 durante o confronto entre Valencia e Real Madrid, no estádio Mestalla, sede do Valencia. O jogo foi interrompido aos 24 minutos do segundo tempo devido aos torcedores da equipe da casa que insultaram Vinicius, chamando-o de “mono” (macaco em espanhol).

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas