18.4 C
Jundiaí
terça-feira, 28 maio, 2024

Mulher recebe rim de porco modificado e bomba cardíaca

spot_img

A primeira cirurgia a combinar uma bomba cardíaca mecânica – que auxilia na circulação sanguínea – e um rim de porco geneticamente editado foi realizada com sucesso na Langone Health, da Universidade de Nova York, conforme anunciado pelo sistema de saúde nesta quarta-feira (24).

Lisa Pisano, 54 anos, residente de Nova Jersey, nos EUA, enfrentava insuficiência cardíaca e doença renal em estágio terminal, o que a obrigava a passar por sessões regulares de diálise, conforme relatado pela Langone Health em comunicado.

No entanto, ela não era elegível para um transplante convencional de coração ou rim devido a outras condições médicas crônicas que “diminuíam significativamente as chances de sucesso” e à escassez geral de doadores de órgãos nos EUA.

“Quando essa oportunidade surgiu pela primeira vez, pensei: ‘Tenho que tentar'”, lembrou Pisano durante entrevista coletiva nesta quarta-feira, enquanto estava em seu leito na unidade de terapia intensiva.

Pisano passou pela cirurgia para receber a bomba cardíaca em 4 de abril e, em seguida, em 12 de abril, foi submetida ao transplante de um rim de porco geneticamente editado, juntamente com a glândula timo do porco.

“Tentei de tudo e esgotei todos os outros recursos. Então, quando surgiu essa oportunidade, eu disse: ‘Vou aproveitar isso’”, relatou, expressando sua esperança de “passar um tempo com meus netos e brincar com eles”.

Este caso marca o primeiro transplante de órgão em uma pessoa com bomba cardíaca mecânica, conforme declarado pela Langone Health, e o segundo transplante conhecido de um rim de porco geneticamente editado para um receptor vivo — neste caso, é o primeiro a incluir o timo.

O primeiro receptor vivo de um rim de porco geneticamente modificado, Rick Slayman, de 62 anos, recebeu o órgão no Hospital Geral de Massachusetts em março e pôde voltar para casa este mês.

A cirurgia de Slayman foi realizada por um médico brasileiro, que compartilhou detalhes com a reportagem sobre o procedimento e seu significado para o avanço da medicina.

Em outras ocasiões, corações de porco também foram transplantados para duas pessoas vivas, mas infelizmente ambas faleceram semanas após receberem os órgãos.

Doadores de órgão em queda

“Tentei de tudo e esgotei todos os outros recursos. Então, quando surgiu essa oportunidade, eu disse: ‘Vou aproveitar isso’”, relatou, expressando sua esperança de “passar um tempo com meus netos e brincar com eles”.

Este caso marca o primeiro transplante de órgão em uma pessoa com bomba cardíaca mecânica, conforme declarado pela Langone Health, e o segundo transplante conhecido de um rim de porco geneticamente editado para um receptor vivo — neste caso, é o primeiro a incluir o timo.

O primeiro receptor vivo de um rim de porco geneticamente modificado, Rick Slayman, de 62 anos, recebeu o órgão no Hospital Geral de Massachusetts em março e pôde voltar para casa este mês.

A cirurgia de Slayman foi realizada por um médico brasileiro, que compartilhou detalhes com a CNN sobre o procedimento e seu significado para o avanço da medicina.

Em outras ocasiões, corações de porco também foram transplantados para duas pessoas vivas, mas infelizmente ambas faleceram semanas após receberem os órgãos.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas