18.4 C
Jundiaí
terça-feira, 28 maio, 2024

Lula toma vacina contra gripe no Planalto e ironiza: ‘Não vira jacaré’

spot_img

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), foi vacinado contra a gripe durante um evento na área da saúde realizado no Palácio do Planalto nesta segunda-feira, 8. Lula aproveitou a ocasião para incentivar a população a se vacinar, fazendo referência a uma declaração polêmica do ex-presidente Jair Bolsonaro, do Partido Liberal (PL), durante a pandemia de covid-19.

“Quero incentivar o povo brasileiro a tomar vacina novamente. Com a vacina, não nos transformamos em jacarés, não nos transformamos em algo que não desejamos. Com a vacina, evitamos contrair doenças que podem ser fatais”, afirmou o presidente.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ironizou uma fala anterior do ex-presidente Jair Bolsonaro sobre a vacina contra o coronavírus, na qual Bolsonaro mencionou a possibilidade de efeitos colaterais incomuns. Em 2020, Bolsonaro afirmou que o contrato da Pfizer dizia que a empresa não se responsabilizaria por eventuais efeitos colaterais da vacina. “Se eu virar um jacaré, se você virar super-homem, se nascer barba em alguma mulher, ou algum homem começar a falar fino”, disse ele na época.

Em seu discurso durante o evento, Lula pediu que todas as pessoas, independentemente de gênero ou idade, que precisem se vacinar, não tenham medo de fazê-lo. Para o presidente, a vacinação “é uma garantia de que você estará prevenido contra doenças que podem levar à morte”.

Lula estava acompanhado da ministra da Saúde, Nísia Trindade, do Zé Gotinha, símbolo das campanhas de vacinação no Brasil, do ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta, e da primeira-dama Rosângela da Silva, conhecida como Janja.

Após receber a vacina de uma enfermeira, a ministra Nísia afirmou que “o presidente Lula dá aqui o exemplo de que a vacina salva vidas” e destacou que “existem vacinas para todas as fases da nossa vida”. Ela ressaltou a importância das campanhas de vacinação, mencionando as imunizações contra a poliomielite, o sarampo e o HPV disponíveis gratuitamente em postos de saúde no país.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas