17.5 C
Jundiaí
sexta-feira, 24 maio, 2024

Inteligência Artificial projeta sopa vegana sabor tartaruga

spot_img

Conhecida como a sopa de tartaruga, mas sem nenhum traço das criaturas com carapaça na tigela: a empresa chilena de alimentos à base de plantas, NotCo, desenvolveu esse prato famoso utilizando inteligência artificial, com o objetivo de promover a conscientização sobre a tartaruga, uma espécie ameaçada de extinção.

O processo de desenvolvimento e lançamento da sopa foi registrado em um documentário que destaca o trabalho realizado nos laboratórios e nas instalações industriais para produzir o produto.

O documentário também inclui uma análise dos danos provocados pela caça de tartarugas para consumo humano, intercalando as cenas do processo de criação da sopa com explicações sobre a importância da conscientização sobre essa questão ambiental.

“Queríamos causar um impacto significativo por meio da inteligência artificial”, afirmou Bernardo Moltedo, líder em ciência culinária de IA da NotCo.

“Este projeto tem sido uma jornada de vários anos para nós. Sempre nos questionamos ‘por que não?’, e, assim, acabamos nos dedicando a ajudar espécies ameaçadas, como é o caso da tartaruga”, acrescentou.

A inteligência artificial da NotCo analisou uma base de dados de 300 mil plantas e realizou incríveis 260 quintilhões de combinações até encontrar uma mistura de cinco proteínas que mais se assemelhava à carne de tartaruga.

Por enquanto, nem a carne de tartaruga à base de plantas, nem a sopa, estão disponíveis para compra. No entanto, a empresa planeja oferecer uma aula virtual para ensinar as pessoas a prepararem a sopa por conta própria.

Presente em 12 países, a NotCo desenvolve alimentos como hambúrgueres, leite, maionese e sorvete a partir de plantas, reproduzindo o sabor e a textura de ingredientes tradicionais de origem animal. A empresa utiliza um programa de inteligência artificial para auxiliar na tomada de decisões sobre quais ingredientes utilizar.

As tartarugas-verdes, que são tradicionalmente utilizadas na sopa de tartaruga, encontram-se na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécies ameaçadas de extinção. Seus números têm sido afetados por diversos fatores, incluindo poluição, condições climáticas extremas e pesca excessiva. A exploração dessas tartarugas marinhas é proibida na maioria dos países ao redor do mundo.

Apesar disso, a sopa de tartaruga continua sendo altamente demandada em países da Ásia e da América Latina, incluindo China, México, Peru, Malásia e outros.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas