15.4 C
Jundiaí
sexta-feira, 21 junho, 2024

Empresa de IA de Elon Musk levanta US$ 6 bi em nova rodada de financiamento

spot_img

A startup de inteligência artificial cofundada por Elon Musk captou mais de US$ 6 bilhões em investimentos, com participação de acionistas do Vale do Silício e até mesmo um príncipe saudita, elevando sua avaliação para US$ 24 bilhões.

Os investidores que contribuíram para a segunda rodada de financiamento incluíram a Sequoia Capital, Andreesen Horowitz e o príncipe saudita Alwaleed Bin Talal, conforme anunciado pela xAI em um post de blog no domingo (26).

Musk, que co-fundou a xAI em julho do ano passado, escreveu nesta segunda-feira (27) no X que haveria “mais novidades a serem anunciadas nas próximas semanas” e que a startup tinha uma avaliação de US$ 18 bilhões antes da nova rodada de financiamento.

Em um post, a xAI anunciou que os novos recursos seriam direcionados para o lançamento dos “primeiros produtos da empresa no mercado, para a construção de infraestrutura avançada e para acelerar a pesquisa e desenvolvimento de tecnologias futuras”.

Com esse financiamento, a empresa emerge como uma possível concorrente da OpenAI, o grupo de pesquisa de IA por trás do popular chatbot ChatGPT. Elon Musk é um dos cofundadores da OpenAI, mas deixou a presidência há seis anos, em parte devido a discordâncias sobre a direção estratégica da empresa.

Em novembro, a xAI revelou que estava em processo de desenvolvimento de um chatbot baseado em IA chamado “Grok”, destinado a alguns usuários pagantes da X, a plataforma de mídia social anteriormente conhecida como Twitter, da qual Elon Musk também é proprietário.

Na ocasião, o bilionário compartilhou em um post na X que o Grok estava sendo treinado para ter “acesso em tempo real” às informações do site.

Desde então, a xAI anunciou versões aprimoradas do Grok, incluindo o Grok 1.5 com melhorias em contexto de longo prazo e reconhecimento de imagem. Além disso, a empresa está atualmente recrutando engenheiros e pesquisadores em Palo Alto, São Francisco e Londres.

Investidores têm direcionado grandes somas de dinheiro para empresas de IA nos últimos anos, atraídos pelo potencial dessa tecnologia para revolucionar a forma como as pessoas vivem e trabalham. A Microsoft (MSFT) é a principal acionista da OpenAI, com um investimento de US$ 13 bilhões na empresa. No ano anterior, a Amazon (AMZN) também anunciou um investimento de até US$ 4 bilhões na Anthropic AI, em troca de uma participação parcial na empresa.

Apesar do entusiasmo, a introdução de produtos de IA no mercado não é isenta de desafios, mesmo para os grandes players. Recentemente, o Google lançou uma ferramenta de pesquisa gerada por IA que resume os resultados para que os usuários não precisem clicar em vários links para obter respostas rápidas às suas perguntas. No entanto, o recurso foi criticado por fornecer informações falsas ou enganosas, levando a empresa a retirar alguns resultados factualmente incorretos.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas