21.4 C
Jundiaí
sexta-feira, 1 março, 2024

Empresa aérea inicia pesagem de passageiros no embarque

spot_img

Todos nós já enfrentamos o desafio de carregar uma bagagem pesada durante o check-in no aeroporto. E quem nunca experimentou o constrangimento do “agachamento da vergonha” – aquela posição desconfortável ao tentar esvaziar parte da mala para se livrar de alguns gramas de excesso de peso, após ser informado sobre o problema.

Atualmente, alguns passageiros destemidos das companhias aéreas estão concordando em serem pesados antes de embarcar no avião.

Em um experimento conduzido pela transportadora europeia Finnair em seu hub no Aeroporto de Helsinki, passageiros voluntários estão sendo submetidos a pesagens no portão de embarque. Isso permite que a companhia aérea ajuste e aprimore suas estimativas de peso para as aeronaves antes da decolagem.

Em um cenário que pode parecer um pesadelo para aqueles que já enfrentaram a difícil tarefa de tentar levar uma mala de cabine com excesso de peso para dentro do avião, os passageiros agora estão sendo pesados junto com suas bagagens de mão.

Por sorte para os viajantes com bagagens volumosas, as pesagens não estão vinculadas a reservas individuais ou dados de passageiros. Tudo é mantido anônimo, como afirmou Päivyt Tallqvist, vice-presidente sênior de comunicações da Finnair, à CNN, com apenas o funcionário no portão tendo acesso ao peso registrado.

O teste foi iniciado na segunda-feira (5) e, na manhã de quinta-feira (8), 800 voluntários já haviam participado, informou Tallqvist, acrescentando que a companhia aérea ficou “positivamente surpresa com o número de voluntários”.

“Comunicamos esta pesquisa aos clientes da Finnair por meio de nossos canais de redes sociais e aplicativos, e os primeiros voluntários se ofereceram proativamente para participar, mesmo antes de o equipamento ser configurado”, disse ela.

Eles têm o plano de pesar 1.200 passageiros durante o inverno e mais no verão.

Tallqvist explicou que a companhia aérea está coletando dados sobre o peso médio dos passageiros e suas bagagens de mão “para garantir o equilíbrio da aeronave e realizar os cálculos de desempenho necessários para a operação segura dos voos”.

Inverno pesado

As companhias aéreas realizam cálculos precisos do peso dos aviões antes de cada decolagem, levando em consideração o peso de todos a bordo, carga e bagagem no porão, além de outros elementos como serviço de bordo e combustível nos tanques. O peso e o equilíbrio de uma aeronave podem influenciar a distribuição dos passageiros a bordo e, em alguns casos, até mesmo o número de passageiros permitidos e a quantidade de bagagem permitida no porão. Cada aeronave tem um peso máximo definido para garantir uma decolagem segura.

“Embora as companhias aéreas tenham conhecimento do peso de todos os outros aspectos, o peso dos passageiros e de sua bagagem de mão é calculado usando pesos médios confirmados pela Autoridade de Aviação Civil”, explicou Tallqvist.

As companhias aéreas geralmente usam os pesos médios dos passageiros fornecidos pela Autoridade Europeia para a Segurança da Aviação, mas também podem utilizar seus próprios, desde que sejam aprovados pelas autoridades. A Finnair tem usado suas próprias medições desde 2018, mas é necessário atualizá-las a cada cinco anos, o que motivou essa nova atualização.

A Korean Air realizou seu próprio programa de pesagem em 2023, enquanto a Air New Zealand também conduziu uma pesquisa de peso no ano passado.

A Finnair está coletando dados tanto para o inverno quanto para o verão, considerando que os passageiros tendem a utilizar roupas e casacos mais pesados durante os invernos rigorosos da Finlândia. As pesagens de inverno serão concluídas em fevereiro, enquanto as de verão ocorrerão entre abril e maio.

A companhia aérea planeja calcular um peso médio com base nas medições realizadas e enviar os dados à Agência Finlandesa de Transportes e Comunicações para verificação. Esses pesos serão usados para cálculos de carregamento de 2025 a 2030.

Apesar de muitos passageiros preferirem manter seus pesos em sigilo, Satu Munnukka, chefe de processos terrestres da Finnair, assegurou aos passageiros preocupados que “os dados coletados não têm qualquer ligação com informações pessoais dos clientes”.

Munnukka acrescentou: “Registramos apenas o peso total e informações básicas dos clientes e de suas bagagens de mão, sem solicitar nomes ou números de reserva, por exemplo. Apenas o agente de atendimento ao cliente no ponto de medição pode visualizar o peso total, proporcionando assim tranquilidade aos participantes do estudo”.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas