18.4 C
Jundiaí
terça-feira, 28 maio, 2024

De Jundiaí para o mundo: Leo Serezuela desembarca no RJ para colorir o Carnaval

spot_img

O artista plástico Leo Serezuela, 33 anos, cruza fronteiras e leva toda sua técnica para o Espaço BB do Shopping Cassino Atlântico, localizado no bairro Copacabana, no Rio de Janeiro. O jundiaiense foi selecionado para participar da exposição itinerante When Art Meets Carnival “Quando a Arte encontra o Carnaval”. Gratuita, a mostra consiste em uma experiência imersiva sobre a maior festa popular do mundo, misturando arte, tecnologia e sustentabilidade. 

O convite para expôr partiu de Alcinda Saphira, que assina a curadoria da exposição com Marcia Marschlause, além de manter a Galeria Safira & Ventura, em Nova York. Por isso até, assim que terminar When Art Meets Carnival, a mostra terá como destino a 4ª Avenida. “É uma oportunidade que desperta um misto de emoções. Acredito que este momento representa o começo de uma nova fase na minha carreira”, declara.

Para selecionar as obras, Leo utilizou o critério de relação direta com o Carnaval. “Optei por levar para a exposição trabalhos coloridos que têm a ver com os dias de folia, especialmente porque irá acontecer nos dias de festa. Além disso, Alcinda (Saphira) me pediu para que eu escolhesse obras que ainda não foram vendidas”, explicou.

Além de Leo Serezuela, a coletiva trará obras digitais e pinturas de grandes dimensões, e tem o apoio do IBA (Instituto Bienal Amazônia) e New York Internacional de Contemporary Art Society. No Brasil, a exposição vai ocorrer nos dias 9 a 14 de fevereiro, no Shopping Cassino Atlântico, no Rio de Janeiro, e em seguida embarca para Nova York, Estados Unidos.

Quem é Leo Serezuela

A trajetória desse jundiaiense teve início com os traços da tatuagem, habilidade que Leo mantém até os dias de hoje, no estúdio Tattoo e Arts. Mas desde bem jovem ele já sabia que seu caminho não seria muito diferente das artes e, aquele sonho de se tornar ilustrador da Marvel, logo foi desconstruido, levando o artista a beber em outras fontes.

Antes da tatuagem lhe render incontáveis prêmios, Leo já chamava a atenção pelos desenhos que fazia. O garotinho de 2 anos cresceu e, hoje, autodidata, Leo se define como sendo um artista plástico que surfa numa técnica mista que combina os estilos abstrato e expressionismo.

Recentemente viveu um momento difícil. Após uma forte tempestade atingir a cidade, Leo teve parte do lugar onde trabalha levado pela água. Mas, como diz o dito popular “depois a tempestade vem a bonança”. A ajuda de conhecidos que organizaram uma vakinha virtual colocou o artista de volta ao lugar onde mais gosta de estar: seu ateliê.

Tempo depois vem o convite para participar de dois eventos que certamente vão colocar Leo Serezuela em um patamar antes se quer imaginado. Que a inspiração desse jovem artista jamais se perca.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas