spot_img
29.5 C
Jundiaí
quinta-feira, 30 novembro, 2023

Saúde promove campanha para detectar tuberculose

spot_img

A Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), por meio da Vigilância Epidemiológica (VE), realiza até o dia 30 de setembro, a Campanha de Intensificação de Busca Ativa de casos de Tuberculose – fase 2.

A iniciativa, desencadeada pela Secretaria de Estado da Saúde, tem como público-alvo pessoas que apresentem sintomas suspeitos para a doença. Os exames são realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Novas UBSs e Clínicas da Família.

A enfermeira da VE e responsável pelo Programa de Tuberculose em Jundiaí, Mary Jacqueline Macias Zamboti, explica que o exame de escarro é simples e fica pronto em três dias. “Essa ação tem como objetivo identificar precocemente os casos de tuberculose no Município, para evitar a transmissão e para o alcance do controle da doença, além de orientar sobre a enfermidade”, alerta.

A tuberculose atinge principalmente os pulmões, mas pode afetar outros órgãos, como: rins, ossos, olhos, entre outros, sendo denominada como tuberculose extrapulmonar.

A bactéria causadora – Mycobacterium tuberculosis – é transmitida por via aérea, a partir de uma pessoa com tuberculose pulmonar ou laríngea, que elimina bacilos no ambiente por meio dos aerossóis produzidos pela tosse, fala e/ou espirro. Indivíduos que apresentam baciloscopia positiva no escarro (bacilíferos) são os que sustentam a cadeia de transmissão. Estima-se que um bacilífero possa infectar, em média, de 10 a 15 pessoas no período de um ano.

Entre os sintomas sugestivos da doença estão: tosse por mais de três semanas, podendo haver sangue; dor no peito ao respirar ou tossir; febre baixa geralmente à tarde; suor noturno; cansaço; falta de apetite; sensação de falta de ar; e perda de peso sem causa aparente.

No Brasil, 78 mil pessoas tiveram a doença em 2022. Em Jundiaí, foram 162 casos, com quatro óbitos. Desses, 133 foram tuberculose pulmonar. Neste ano, até o momento, a cidade registra 117 casos de tuberculose, sendo 98 pulmonares. O ano já contabiliza quatro óbitos.

A primeira fase da campanha ocorreu em março, com 968 exames coletados para detecção da tuberculose pulmonar. No total, 19 positivaram. Todo o tratamento para a doença é ofertado pelo SUS, a partir da rede municipal de saúde.

Vacina
A Saúde oferece em todos os equipamentos da Atenção Básica a vacina BCG, que protege contra a tuberculose provocada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. A dose, que integra o Calendário Nacional de Vacinação, é indicada para crianças a partir do nascimento até os quatro anos.

O imunizante permite a prevenção de formas graves da doença, como a meningite tuberculosa e a tuberculose miliar (forma disseminada).

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas