22.3 C
Jundiaí
quinta-feira, 13 junho, 2024

Magnata chinês é preso por fraudar esquema de investimento de US$ 1 bi

spot_img

Um magnata chinês foi preso nesta quarta-feira (15), em Nova York, acusado de fraudar seguidores de suas atividades anti-Pequim em cerca de US$ 1 bilhão. Guo Wengui é procurado em seu país e possui ligações com Steve Bannon, ex-assessor do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. 

O Departamento de Justiça acusou ele e seu cúmplice, Je Kin Ming, de roubar fundos de investidores que participaram de um esquema de investimento para comprar bens de luxo, incluindo um iate, uma mansão de 4.600 metros quadrados e uma Ferrari de US$ 3,5 milhões. 

Um oficial do tribunal informou que Guo se declarou inocente, mas concordou com a detenção em uma audiência inicial de prisão. O crime ocorreu depois que o ex-magnata imobiliário fugiu da China em 2014 após ser acusado pela justiça de fraude e corrupção, apesar de ter se tornado uma voz crítica da suposta corrupção dentro do governo chinês. 

Quatro anos depois, ele também foi acusado em Hong Kong de lavar milhões de dólares de fundos de investimento. Usando seu nome cantonês, Ho Wan Kwok, o Departamento de Justiça disse que Guo, também conhecido como Miles Guo, aproveitou seu reconhecimento como um crítico do governo do presidente chinês, Xi Jinping, para construir uma grande base de seguidores na internet enquanto estava exilado em Nova York. 

Seus apoiadores foram incentivados a doar ou investir em empresas e organizações sem fins lucrativos controladas por Guo, incluindo o grupo GTV Media, cujo diretor era Bannon.

Essa atividade se expandiu para outros caminhos para arrecadar centenas de milhões de dólares, como um clube online que prometia a seus membros benefícios em bens de luxo, ou o emissor de criptomoedas Himalaya Exchange, que afirmava dar a seus investidores ações da GTV. 

No entanto, o Departamento de Justiça disse que Guo e Je desviaram fundos para uso próprio, como para a compra da propriedade de Guo em Nova Jersey ou de seu iate, assim como de um carro Bugatti personalizado e de até dois colchões no valor de US$ 36 mil cada. 

Em 2021, as autoridades financeiras dos Estados Unidos classificaram a solicitação de investimento da GTV como uma oferta pública ilegal. Guo foi multado e obrigado a reembolsar os investidores em US$ 487 milhões. Desde então, as autoridades apreenderam cerca de US$ 634 milhões em fundos arrecadados por Guo e Je. 

Nesta quarta-feira, ambos foram acusados de vários crimes de fraude de segurança, fraude postal e lavagem de dinheiro. “Esquemas fraudulentos de investimento vitimizam pessoas inocentes, e acabam por minar a confiança do público na integridade dos sistemas financeiros”, afirmou Michael Driscoll, diretor assistente do FBI.

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas