14.4 C
Jundiaí
quinta-feira, 20 junho, 2024

Mulheres preferem ficar solteiras mesmo sendo “mais caro”

spot_img

Embora muitas mulheres solteiras pensem que a vida financeira é uma das principais causas de estresse, elas ainda preferem ser solteiras. De acordo com um novo estudo, as mulheres não estão mais focadas em casar, mas sim em evoluir em suas carreiras e priorizar o pagamento de dívidas.
A pesquisa, conduzida pela empresa Qualtrics em nome da Intuit Credit Karma, apontou que 47% das solteiras afirmam que viver com o seu rendimento único é uma grande fonte de estresse. Ao todo, 26% admitem que é muito caro ser solteira. Já 35% têm dificuldade em pagar as necessidades básicas, como aluguel e compras.
Outro dado curioso é que 16% das casadas dizem que estão com o parceiro porque eles as sustentam financeiramente. Os encargos financeiros levaram 20% das solteiras a viver em casa com os pais ou outros familiares, em comparação com 7% das mulheres que escolheram morar com companheiros.
No entanto, apesar do “preço de ser solteira”, muitas mulheres não consideram ter um parceiro. Uma em cada 10 (13%) afirma querer um homem pelo seu dinheiro e 65% das mulheres solteiras ainda acreditam que podem alcançar marcos financeiros importantes sozinhas.
Ainda de acordo com a pesquisa, 49% das mulheres casadas dizem que estar num relacionamento tem permitido poupar mais dinheiro do que se fossem solteiras. Por outro lado, 37% das comprometidas dizem que estar unidas faz com que gastem mais dinheiro do que se fossem solteiras.
Apesar da maioria das solteiras não querer se relacionar por dinheiro, muitas delas consideram a aptidão financeira uma importante bandeira verde. Para elas, não se trata necessariamente de quanto dinheiro tem, mas de como ele é administrado.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas