18.4 C
Jundiaí
terça-feira, 28 maio, 2024

Rede hospitalar dos EUA é prejudicada por ataque cibernético

spot_img

Na quarta-feira (8), um representante da Ascension, uma renomada organização de saúde sem fins lucrativos dos Estados Unidos, revelou à reportagem que as “operações clínicas” foram interrompidas devido a um ataque cibernético. A entidade teve de implementar medidas para mitigar os efeitos sobre o atendimento aos pacientes.

A Ascension, uma rede de saúde composta por 140 hospitais e 40 instalações para idosos em 19 estados, comunicou à reportagem que houve uma interrupção nas operações clínicas devido a um ataque cibernético. O comunicado divulgado pela organização sem fins lucrativos afirmou que estão em curso avaliações para determinar o impacto e a duração dessa interrupção. Enquanto isso, a Ascension recomendou que seus clientes desconectassem temporariamente suas redes enquanto o incidente era resolvido.

Segundo o porta-voz da Ascension, foram detectadas atividades incomuns em alguns sistemas de computadores na quarta-feira, o que desencadeou uma investigação e a notificação às autoridades competentes.

A Ascension está tomando medidas para assegurar que a prestação de cuidados aos pacientes permaneça segura e com o menor impacto possível, declarou o porta-voz. Além disso, a organização sem fins lucrativos afirmou que, caso ocorra comprometimento de dados sensíveis dos pacientes durante o ataque, será feita a devida notificação aos afetados.

O porta-voz da Ascension não ofereceu resposta imediata às perguntas sobre se o incidente envolveu ransomware, uma tática em que os hackers bloqueiam computadores para exigir um resgate.

Nos últimos anos, os prestadores de cuidados de saúde nos EUA têm sido alvo de vários ataques de ransomware, alguns dos quais resultaram na interrupção do atendimento aos pacientes e em prejuízos financeiros consideráveis, chegando a custar aos prestadores de saúde milhões, se não bilhões, de dólares.

Em fevereiro, um ataque de ransomware a uma subsidiária do gigante dos cuidados de saúde UnitedHealth Group causou distúrbios nas faturas de farmácias nos EUA e ameaçou retirar do mercado alguns prestadores de cuidados de saúde.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas