17.5 C
Jundiaí
sexta-feira, 24 maio, 2024

Dae e Prefeitura recebem executivos do Banco Fonplata

spot_img

Executivos do Banco de Desenvolvimento Fonplata participaram na segunda e terça-feira (dias 6 e 7) de reuniões com a diretoria da Dae e da Prefeitura de Jundiaí e de visitas técnicas à unidades da empresa. Essa é mais uma etapa de avaliação entre as equipes do banco e da Dae, em busca de investimentos na área de saneamento para Jundiaí.
A Dae pleiteia o financiamento do Fonplata para três ações: o rebaixamento da represa de Acumulação, visando o aumento da capacidade de armazenamento de água; a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto São José, para que a unidade atenda à nova demanda de moradias naquela região, e uma modelagem de água de reúso.
“São ações que visam o planejamento do saneamento na cidade para daqui a 20 ou 30 anos. Estamos pensando no futuro”, disse o diretor presidente da Dae, Walter da Costa e Silva Filho. O especialista em projetos do Fonplata, Leonardo da Rosa Fernandes, o responsável pela Divisão de Auditoria Interna, Néstor Marcelo Espínola Burgos, e o especialista socioambiental, André Sampaio, vieram de Brasília para conhecer de perto os indicadores e a operação da empresa.
Na Dae, além de Costa e Silva, eles foram recebidos pelos superintendentes Valter Maia (Engenharia) e Evandro Biancarelli (Gestão), diretores e gerentes. Na Prefeitura, participaram de uma reunião com o gestor da Casa Civil, Gustavo Maryssael, e com o gestor de Governo e Finanças, Jones Martins.
“O saneamento é um dos responsáveis pela qualidade de vida de Jundiaí e um dos motivos pelos quais nossa cidade atrai empresas e gera empregos. A busca pelo financiamento reforça as ações realizadas pela administração com foco na garantia de água e no correto tratamento do esgoto”, disse Maryssael.
Segundo Fernandes, do Fonplata, a parceria com a Dae poderá ser a primeira realizada pelo banco na área de saneamento. “Será um chamariz. Temos outros processos em andamento, mas este é o mais avançado”, contou. Ele elogiou a estrutura da empresa, considerada uma referência nacional no setor. “É uma empresa ímpar, que pode vir a ser, cada vez mais, um case de sucesso no País.”
No primeiro dia, o grupo se concentrou na sede administrativa da Dae, onde conheceu detalhes sobre a empresa, incluindo controle de projetos, conformidade, gestão de riscos e aspectos financeiros. Já no segundo dia a comitiva visitou a ETE Jundiaí, operada por concessão pela Companhia Saneamento de Jundiaí, a ETE São José, que pertence à Dae, a represa de Acumulação, o Parque da Cidade e o Mundo das Crianças.
“A DAE demonstrou solidez financeira em busca destes projetos, que integram o planejamento para o futuro do saneamento na cidade, o que envolve segurança hídrica, a ampliação da ETE e o estudo de novas fontes de água, a serem usadas principalmente pela indústria”, detalhou Biancarelli.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas