14.5 C
Jundiaí
domingo, 26 maio, 2024

Campo Limpo Paulista terá distrito empresarial

spot_img

Na última terça-feira, 30, o novo distrito industrial e logístico , em implantação na cidade, abriu suas portas para visitação técnica a representantes do poder público da cidade. O último distrito industrial implantado na cidade foi há mais de 50 anos. Esse empreendimento foi idealizado e está sendo totalmente custeado pela iniciativa privada. O local fica entre os bairros Jardim Laura e Campo Verde, com acesso pela Rodovia Edgar Máximo Zambotto e deve promover uma mudança no perfil econômico do município.
O prefeito Luiz Braz fez questão de visitar as obras que neste momento estão na etapa de terraplenagem. “Esse projeto foi iniciado há mais de 12 anos, quando a família Krause, proprietária da área e a SanCan, procuraram a prefeitura. Foram vários anos entre as aprovações e poder ter esse início de obras”, diz, lembrando que nessa primeira fase serão 61 lotes. “Nossa gestão têm dado todo o apoio necessário para que ele aconteça” .
O empresário Luiz Antônio Martins Pereira, da empresa SanCan, é responsável pela implantação do loteamento. Ele explica que o empreendimento será realizado em duas fases. “A primeira fase, em uma área de 344 mil metros quadrados, contará com 140 mil metros quadrados de área de lotes, divididos em 61 terrenos. Já a segunda fase, a ser implantada em uma área de 568 mil metros quadrados, abrangerá aproximadamente 290 mil metros quadrados de lote, divididos em 110 terrenos. O empreendimento será implantado com toda infraestrutura e contará com lotes com área média de 1.900 metros quadrados, podendo , desta forma , atender desde empresas menores, em início de atividades, como empresas que necessitam de áreas maiores”, afirma o empresário.
Gilberto Cunha, da empresa GTHB (Galpões Invest), sócio do empreendimento, diz que o empreendimento total, ocupará uma área de 990 mil metros quadrados. “Como se trata de um empreendimento empresarial, abrangendo indústria, empresas logísticas e de serviços, queremos contar com implantação de um núcleo urbano com hotéis e restaurantes para impulsionar o desenvolvimento local. A GTHB, tem expertise na construção de galpões, de diversos tamanhos, para locação e esses poderão abrigar startups, inspirados em modelos dos Estados Unidos”.
O secretário de Desenvolvimento Econômico e vice-prefeito Paulo Fávaro fala da importância deste loteamento para o cenário municipal. “A questão do emprego é uma demanda na nossa cidade e com a implantação do loteamento, estamos mudando essa realidade, dando às novas gerações mais oportunidades e novas perspectivas”.
Para que tudo isso se tornasse realidade, diz o prefeito Luiz Braz, foi preciso de apoio da Câmara de Campo Limpo Paulista, na aprovação de leis importantes como o Plano Diretor.
A engenheira Marilda de Moraes, responsável pela gestão desse projeto, já conta os dias para ver o empreendimento em funcionamento. “Temos uma previsão de conclusão da primeira fase em dois anos e estamos ansiosos para ver essa primeira etapa da obra finalizada e as novas empresas se instalando”.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas