16.4 C
Jundiaí
segunda-feira, 17 junho, 2024

Brasil domina o pódio olímpico com conquistas douradas no esporte da vela

spot_img

O Brasil fez sua estreia nos Jogos Olímpicos na sexta edição moderna, em 1920, na Antuérpia, na Bélgica. Logo em sua primeira participação, o país conquistou uma medalha de ouro, com Guilherme Paraense, no tiro rápido individual (25m).

Desde então, os brasileiros subiram ao pódio mais alto em um total de 37 ocasiões. Notavelmente, o esporte que se destacou ao trazer o maior número de medalhas de ouro foi a vela, com oito conquistas. A primeira ocorreu em Moscou, em 1980, com Marcos Soares e Edu Penido, na classe 470, enquanto a mais recente foi alcançada pelas atuais bicampeãs olímpicas da classe 49erFX, Martine Grael e Kahena Kunze.

Nos esportes coletivos, o destaque absoluto é para o vôlei. São cinco medalhas de ouro na quadra, com três conquistadas pela equipe masculina e o bicampeonato consecutivo das mulheres em Londres 2012 e Pequim 2008. Além disso, o Brasil possui mais três ouros no vôlei de praia, modalidade que estreou oficialmente no programa olímpico apenas em 1996, em Atlanta, nos Estados Unidos.

Confira o quadro de medalhas:

Oito Ouros

Vela: Martine Grael e Kahena Kunze, na classe 49erFX, em Tóquio 2020 e Rio 2016; Torben Grael e Marcelo Ferreira, na classe star, em Atenas 2004 e Atlanta 1996; Robert Scheidt, na classe laser, em Atenas 2004 e Atlanta 1996; Alex Welter e Lars Björkström, na classe Tornado, em Moscou 1980; e Marcos Soares e Edu Penido, na classe 470, em Moscou 1980.

Cinco Ouros

Atletismo: Thiago Braz, no salto com vara, na Rio 2016; Maurren Maggi, no salto em distância, em Pequim 2008; Joaquim Cruz, nos 800m, em Los Angeles 1984; e Adhemar Ferreira da Silva, no salto triplo, em Melbourne 1956 e Helsinque 1952.

Vôlei: equipe masculina, em Rio 2016, Atenas 2004 e Barcelona 1992; e equipe feminina, em Londres 2012 e Helsinque 1952.

Quatro Ouros

Judô: Rafael Silva, no peso leve (57kg), na Rio 2016; Sarah Menezes, no peso ligeiro (48kg), em Londres 2012; Rogério Sampaio, no meio-leve (65kg), em Barcelona 1992; e Aurélio Miguel, meio-pesado (95kg), em Seul 1988.

Três Ouros

Vôlei de praia: Alison e Bruno Schmidt, na Rio 2016, Ricardo e Amanuel, em Atenas 2004; e Jackie Silva e Sandra Pires, em Atlanta 1996.

Dois Ouros

Boxe: Hebert Conceição, no peso médio (75kg), em Tóquio 2020; e Robson Conceição, no peso leve (60kg), na Rio 2016

Futebol: equipe masculina, em Tóquio 2020 e Rio2016

Ginástica artística: rebeca Andrade, no salto, em Tóquio 2020; e Arthur Zanetti, nas argolas, em Londres 2012.

Um Ouro

Águas abertas: Ana Marcela Cunha, nos 10km, em Tóquio 2020

Canoagem velocidade: isaquias Queiroz, na C1 – 1.000m, em Tóquio 2020

Hipismo salto: Rodrigo Pessoa, no individual, em Atenas 2004

Natação: Cesar Cielo, nos 50m livre, em Pequim 2008

Surfe: Ítalo Ferreira, em Tóquio 2020

Tiro esportivo: Guilherme Paraense, no tiro rápido individual (25m), na Antuérpia 1920.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas