18.4 C
Jundiaí
terça-feira, 28 maio, 2024

Vivência na Mata Ciliar traz aprendizagem

spot_img

A natureza e o contato com as plantas e animais foram a sala de aula para os alunos do 3º ano da Emeb Antonio de Padua Giaretta, do Jardim Carlos Gomes, na semana passada. com vivência que faz parte das atividades pedagógicas oferecidas pelo programa Escola Inovadora, por meio do Núcleo de Educação Socioambiental da Unidade de Gestão de Educação e de parceiros.
Acompanhadas pelos biólogos da associação Aline, Marcos e Milena, a turma da professora Erica Moraes percorreu os diversos recintos. Os estudantes conheceram o Viveiro de Mudas, os recintos de nutrição, reabilitação, maternidade e de cirurgias de animais, e os espaços onde se encontram os gatos mouriscos, cachorros do mato, corujas buraqueiras, garças, macacos pregos e as onças pardas e pintadas, entre as mais queridas da turma, que manteve os olhos vidrados, principalmente no Bernardo, o único macho entre as onças pintadas, e a Gaia, a “atriz” da turma, que até participação em novela da televisão já fez.
A Manuela Rocha, de oito anos, compartilhou o que aprendeu. “Eu já sabia que ninguém pode maltratar os animais, mas não é só isso. Todos têm que tomar cuidados no dia a dia para não machucar e os adultos devem dirigir com cuidado para não atropelar nenhum bichinho na pista”, comentou a estudante, que não teve dúvidas em escolher a onça como o animal mais lindo que viu na visita.
Já o Enrico Zampieri, também de oito anos, ficou fascinado com o que viu. “Eu vi um monte de animais que nunca imaginei que conheceria: onças, corujas e macacos. Eu até queria fazer carinho neles, mas aprendi que não pode chegar perto.”
Na Educação Infantil 2, as vivências do Núcleo para as turmas do G4 são realizadas no Jardim Botânico e para as do G5 na Unidade de Desenvolvimento Ambiental (Unidam), por meio do projeto Jardinando.
Já no Ensino Fundamental, além da Mata Ciliar para os alunos dos terceiros anos, as vivências promovidas são: com os primeiros anos no Centro de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (Geresol); segundos anos: na Unidam, pelo projeto Bioma Cerrado, e no Centro de Referência em Educação Ambiental/ Fundação Serra do japi, pelo projeto “Pequeno Cientista e Natureza”; os quartos anos participam do “Passaporte Cultural – Guardiões do Patrimônio”; e, por fim, os quintos anos, participam do projeto “Águas de Jundiaí”, com visitas à Dae Jundiaí e às estações de tratamento de água (ETA) e de esgoto (ETE), respectivamente, no Anhangabaú e Jardim Novo Horizonte.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas