29.3 C
Jundiaí
sábado, 13 abril, 2024

Thaís e o “pito” nos vereadores

spot_img

Inscrita na Tribuna Livre na sessão de ontem da Câmara, a enfermeira Thaís Saito passou um “pito” nos vereadores, o que gerou um pouco de tumulto. Ontem foi celebrado o Dia Mundial do Autismo – tema dominante na fala de vereadores e demais inscritos. Mas Thaís foi fundo – foi ela quem levou a Polícia Federal à Associação Bem-Te-Vi, cuja diretoria é suspeita de desviar R$ 800 mil da entidade. E perguntou: Onde vocês estavam, senhores vereadores?
Mas a treta começou logo no início de sua fala, quando se dirigiu ao vereador Dika Xique-Xique dizendo que era muito bonito ele vestir uma camiseta sobre autismo. Cobrou também Cícero Camargo, afirmando que é fácil ir até a entidade e tirar fotos. E em seguida continuou a cobrança, dirigindo-se ao vereador Madson Henrique, que tentou revidar. ” Em 2020 o senhor tentou me coagir – disse ela – e posso provar. Tenho tudo gravado. Depois foi a vez de Quézia de Lucca enfrentar a cobrança de Thaís.
“A senhora deveria estar na reunião do Comus (Conselho Municipal de Saúde) quando levamos a denúncia”, disse Thaís. Quézia saiu do plenário e continuou sendo cobrada por Thaís. E avisou: “Não sou candidata a nada”. Quando veio revide dos vereadores, Thaís, na platéia, continuou a falar, o que motivou intervenção do presidente Antonio Carlos Albino, que ameaçou suspender a sessão, o que acabou acontecendo.

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas