16.6 C
Jundiaí
sexta-feira, 24 maio, 2024

SP tem 305 mortes e 600 mil casos de dengue

spot_img

O estado de São Paulo ultrapassou na terça-feira (16) a marca de 300 mortes por dengue desde o início do ano. Dados atualizados do Painel de Monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde mostram que 305 paulistas foram vítimas da doença.
O número de casos confirmados também continua em alta e chegou a 600.135 registros nesta terça. Entre eles, estão 7.048 classificados como “situação de alarme” e 749 como dengue grave.
A epidemia de dengue se espalhou por todo o estado, atingindo de forma significativa as regiões do Vale do Paraíba, Grande São Paulo e Vale do Ribeira.
Na capital paulista, a Prefeitura confirmou a morte de 49 pessoas devido à doença desde janeiro. Segundo os dados da Secretaria Municipal da Saúde, a cidade já contabiliza 141 mil casos e apenas cinco dos 96 distritos da cidade ainda não estão em situação de epidemia. São eles: Sé, no centro; Jardim Paulista, na zona oeste; e Saúde, Vila Mariana e Moema, na zona sul.

Sintomas da dengue
Os sintomas da dengue podem variar de leves a graves e geralmente aparecem de 4 a 10 dias após a picada do mosquito infectado. As manifestações clínicas incluem:
Febre alta: a temperatura corporal pode atingir valores significativamente elevados, geralmente acompanhada de calafrios e sudorese intensa;
Dor de cabeça intensa: a dor é geralmente localizada na região frontal, podendo se estender para os olhos;
Dores musculares e nas articulações: sensação de desconforto e dor, muitas vezes referida como “quebra ossos”;
Náuseas e vômitos: podem ocorrer, contribuindo para a desidratação;
Manchas vermelhas na pele: conhecidas como petéquias, essas manchas podem aparecer em diferentes partes do corpo;
Fadiga: uma sensação geral de fraqueza e cansaço persistente.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas