14.5 C
Jundiaí
domingo, 26 maio, 2024

Saúde inicia busca ativa de novos casos de Tuberculose

spot_img

A Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, iniciou a Campanha de Intensificação de Busca Ativa de casos de Tuberculose. A primeira fase vai até o dia 30 deste mês.
A ação, desencadeada pela Secretaria de Estado da Saúde, visa o diagnóstico de novos casos para a oferta de tratamento adequado. No município, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Novas UBSs e Clínicas da Família ocorre a oferta de exame para pessoas que apresentam sintomas suspeitos para a doença: tosse por mais de três semanas, podendo haver sangue; dor no peito ao respirar ou tossir; febre baixa geralmente à tarde; suor noturno; cansaço; falta de apetite; sensação de falta de ar; e perda de peso sem causa aparente.
“O exame de escarro é simples e fica pronto em três dias. A partir dessa ação, o objetivo é identificar precocemente os casos, para evitar a transmissão e para o alcance do controle da doença, além de orientar sobre a enfermidade”, alerta a enfermeira da VE e responsável pelo Programa de Tuberculose em Jundiaí, Mary Jacqueline Macias Zamboti.
A Tuberculose atinge principalmente os pulmões. Outros órgãos também podem ser afetados, como rins, ossos, olhos, entre outros, sendo denominada como Tuberculose extrapulmonar.
A bactéria causadora – Mycobacterium tuberculosis – é transmitida por via aérea, a partir de uma pessoa com Tuberculose pulmonar ou laríngea, que elimina bacilos no ambiente por meio dos aerossóis produzidos pela tosse, fala e/ou espirro. Indivíduos que apresentam baciloscopia positiva no escarro (bacilíferos) são os que sustentam a cadeia de transmissão. Estima-se que um bacilífero possa infectar, em média, de 10 a 15 pessoas no período de um ano.
Neste ano, até o momento, a cidade registra 36 casos da doença, sem óbitos. Desses, 29 foram de Tuberculose pulmonar. Em 2023, foram 218 ocorrências (186 pulmonares), com cinco óbitos. Anualmente, a campanha ocorre nos meses de março e setembro. No ano passado, a ação resultou na realização de 2.186 exames, sendo 25 positivos.
Todo o tratamento é ofertado pelo SUS, a partir da rede municipal de saúde. Também é disponibilizada a vacina BCG, que protege contra as formas graves da Tuberculose. O imunizante integra o Calendário Nacional de Vacinação, sendo indicada para crianças a partir do nascimento até 15 anos. Em Jundiaí, a dose é aplicada nas maternidades públicas e privadas, na Clínica da Família 2 – Almerinda Chaves e na UBS Central.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas