16.4 C
Jundiaí
quarta-feira, 29 maio, 2024

Prefeitura lança Plano Municipal da Juventude

spot_img

Na quinta-feira (25), a Prefeitura de Jundiaí, por meio da Assessoria de Políticas para a Juventude, vinculada à Unidade de Gestão da Casa Civil, lançou o Plano Municipal da Juventude. O evento foi realizado no auditório do Fundo Social de Solidariedade (Funss) e contou com a participação de diversos órgãos e entidades da cidade, dentre as quais a Diretoria Regional de Ensino e a Câmara de Jundiaí.
O Plano foi elaborado em 19 meses, com escutas para compreender as principais demandas para o público na cidade. Durante o processo, foram realizadas 23 escutas com mais de 300 jovens. Além disso, 1.982 jovens responderam ao questionário online. Foram 48 instituições visitadas e cerca de 3 mil pessoas impactadas direta ou indiretamente. O Plano terá validade de 10 anos, com revisão de metas e prioridades a cada dois anos.
Dentre os planos de ação estabelecidos no documento, estão a descentralização de cursos profissionalizantes e de capacitação para jovens, atividades de inclusão do jovem com deficiência, campanhas de conscientização contra o assédio, desenvolvimento de ações de promoção da saúde e reinserção social nos territórios onde os jovens vivem e fortalecimento de programas destinados à saúde mental.
“O Plano Municipal de Juventude de Jundiaí é um dos mais robustos do Brasil, pois trabalhou a construção de forma ampla, com a escuta ativa de centenas de jovens e de diversas áreas de atuação da região”, disse a Assessora de Políticas para a Juventude, Letícia Atique Branco.
O documento tem como principal objetivo orientar o desenvolvimento de políticas públicas direcionadas aos jovens e que já estão traçadas. “A administração do prefeito Luiz Fernando Machado tem um olhar atento e especial aos jovens. Os investimentos visam garantir mais oportunidades de estudos, dentro do mercado de trabalho, além de acessos aos serviços públicos, com o objetivo de fornecer as condições necessárias para que cada um seja protagonista da própria história”, reforçou o gestor da Casa Civil, Gustavo Maryssael.
“Cada jovem contribuiu de acordo com a sua realidade, até pela vivência e necessidade de cada um. Foi muito positivo ter contribuído com esse plano que pode mudar o destino de muitos jovens”, disse um dos embaixadores do plano, Caio Eduardo do Nascimento Schimit, de 17 anos, e estudante da EE Professora Deolinda Copelli de Souza Lima.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas