18.4 C
Jundiaí
terça-feira, 28 maio, 2024

Por danos morais, ex-cozinheira de Glória Pires pede R$ 696 mil de indenização

spot_img

O colunista Daniel Nascimento, do jornal “O Dia”, revelou que a atriz Glória Pires está enfrentando um processo movido por sua ex-funcionária. Denise de Oliveira busca uma indenização no valor de R$ 696.531,42 devido a um acidente de trabalho que sofreu.

De acordo com os documentos obtidos pelo jornalista, a ex-funcionária relata que foi contratada por Glória Pires em setembro de 2014 para exercer a função de cozinheira. Ela afirma ter recebido como última remuneração o valor de R$ 5.780.

Denise alega que trabalhava de segunda a quinta-feira das 9h às 22h30, servindo café da manhã, almoço e jantar, e nas sextas-feiras das 9h às 17h. Ela tinha apenas 30 minutos de intervalo para almoço e descanso.

A ex-funcionária relata um acidente de trabalho em 7 de fevereiro de 2020, quando uma gaveta do congelador caiu sobre seu braço esquerdo, resultando em fratura no punho e inchaço. Foi socorrida pelo motorista da família e tratada no Hospital Lourenço Jorge, sendo afastada pelo INSS por mais de 20 dias. Permaneceu em auxílio-doença até setembro de 2021.

Ao retornar ao trabalho, foi dispensada sem justa causa em dezembro, sem cumprir aviso prévio. Seus advogados alegam que ela tinha estabilidade de emprego de 12 meses devido ao acidente, o que não foi respeitado. Eles pedem uma indenização de mais de R$ 696 mil por danos morais e benefícios não pagos corretamente, como aviso prévio, FGTS, férias, horas extras e adicional noturno.

Em uma audiência, Glória Pires ofereceu R$ 35 mil para conciliação, mas a ex-cozinheira recusou e decidiu prosseguir com o processo.

Apesar de ser procurada pelo reportagem, a assessoria de imprensa de Glória Pires não se manifestou até o fechamento da nota.

Fonte: O Dia

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas