14.5 C
Jundiaí
domingo, 26 maio, 2024

O que muda na regra de pênalti do futebol brasileiro

spot_img

A International Football Association Board (IFAB), entidade responsável pela regulamentação das regras do futebol mundial, promoveu uma mudança significativa no futebol brasileiro. Agora, em lances de toque na mão, haverá novas regras para a marcação de pênaltis. Essa atualização é parte do esforço contínuo da IFAB para manter o esporte atualizado e alinhado com as demandas do jogo moderno.

Além disso, a International Football Association Board (IFAB) introduziu uma nova regra que prevê cartão amarelo para os jogadores de defesa que impedirem clara oportunidade de gol dentro da área utilizando a mão. Além disso, a IFAB também implementou alterações relacionadas à invasão da área durante cobranças de pênalti.

No ataque, nenhum companheiro do cobrador poderá invadir a área para obter vantagem na disputa. Caso isso ocorra, será marcado um tiro livre indireto. Se a infração impactar o goleiro e resultar em gol, a penalidade será repetida.

Já na defesa, os jogadores não podem invadir a área antes da cobrança para obter qualquer tipo de vantagem na disputa pela bola. Se essa infração ocorrer, o pênalti será repetido.

Quando entra em vigor?

Segundo a IFAB, as mudanças devem entrar em vigor a partir de julho deste ano. No entanto, é permitido antecipar a aplicação para competições que estão prestes a começar, como é o caso das quatro divisões do Campeonato Brasileiro, que têm início ainda este mês.

As novas medidas serão implementadas a partir do sábado (13) nas competições coordenadas pela CBF que iniciarem a partir dessa data. Para competições em andamento, as mudanças serão válidas a partir da próxima fase de disputa.

Essas alterações se aplicam à Copa do Brasil (3ª Fase), Copa do Nordeste (Semifinal), Copa Verde (Final), Feminino A1 (2ª Fase), Brasileirão Sub-20 (2ª Fase), Brasileirão Feminino Sub-20 (2ª Fase) e Copa do Brasil Sub-17 (Semifinal).

Mudanças nas punições

As punições disciplinares para infrações de mão não deliberada dentro da área foram equiparadas às situações de pênalti com disputa de bola.

O que muda na regra?

Em lance de defesa, quando o jogador decide, não intecionalmente, impedir um ataque promissor com a mão/braço sancionável – por exemplo, abrindo o braço de forma antinatural -, dentro da área, ele não será advertido.

Invasões em situação penal

Para o ataque: se um companheiro de time do batedor invadir a área antes da cobrança, e essa ação lhe gerar vantagem para disputar a bola, tocá-la, tentar marcar o gol ou criar uma nova oportunidade, o árbitro punirá a infração com tiro livre indireto. Já se a ação impactar o goleiro e o gol for marcado, a penalidade será repetida.

Para a defesa: se um jogador de defesa invadir a área antes da cobrança e essa ação lhe gerar vantagem para disputar a bola, impedir um adversário não invasor de marcar o gol ou criar uma oportunidade para sua equipe, a cobrança de pênalti será repetida.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas