16.6 C
Jundiaí
sexta-feira, 24 maio, 2024

Musk volta a criticar Moraes: ‘A lei quebrou a lei’

spot_img

O empresário e dono da rede social X, antes conhecido como Twitter, Elon Musk, voltou a criticar na quinta-feira (18) ações do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. Desta vez, o bilionário afirmou que “a lei quebrou a lei”.
Para fazer a crítica, Musk publicou uma postagem do apresentador Mario Nawfal, onde era citado que em 2019 o STF “assumiu poderes extraordinários para iniciar investigações de forma independente”. Ainda na publicação, Nawfal aponta que Moraes foi nomeado para conduzir a primeira investigação e que desde então “tem usado esta autoridade para atingir críticos de todo o espectro político, muitas vezes contornando os processos legais tradicionais”.
Elon Musk também avaliou que “as ações de censura contra representantes eleitos exigidas por Alexandre de Moraes violam a legislação brasileira”. O empresário compartilhou uma publicação onde foi apontado uma lista detalhada de figuras públicas e entidades “alvos de censura”.
Na publicação, nomes como o do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), da deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) e do senador Marcos do Val (Pode-ES) foram citados.
A lista:
Jair Messias Bolsonaro: 38º Presidente do Brasil;
Marcos do Val: Atual Membro do Senado Federal no Brasil;
Alan Rick: Atual Membro do Senado Federal no Brasil;
Carla Zambelli: Atual Membro da Câmara dos Deputados do Brasil;
Marcel van Hattem: Atual Membro da Câmara dos Deputados do Brasil;
Cristiane Brasil: Ex-membro da Câmara dos Deputados do Brasil;
Ed Raposo: Ex-candidato à Câmara dos Deputados do Brasil;
Guilherme Fiuza: jornalista brasileiro;
Paulo Figueiredo Filho: jornalista brasileiro;
Rodrigo Constantino: comentarista político brasileiro;
Elisa Robson: jornalista brasileira e ex-candidata à Câmara dos Deputados do Brasil;
Flávio Gordon: jornalista brasileiro. Judiciário e Profissão Jurídica;
Ludmila Lins Grilo: Ex-juíza;
Marcelo Rocha Monteiro: Ministério Público e professor de Direito;
Davi Sacer: cantor e compositor gospel brasileiro;
Rádio RCN: estação de rádio pop.

Nas últimas semanas, Musk fez várias postagens criticando Moraes, cujas ações poderiam levar à proibição da plataforma X no Brasil. Musk pede a renúncia ou impeachment de Moraes, alegando que suas exigências violam a legislação brasileira.
No dia 6 de abril, Musk anunciou que desbloquearia contas suspensas por decisões judiciais do magistrado. O empresário também alega que multas impostas pelo ministro estão prejudicando financeiramente a plataforma no Brasil, ameaçando fechar o escritório local da X.
No dia 7 de abril, Musk prometeu publicar documentos que mostrariam como as exigências de Moraes desrespeitam as leis brasileiras, acusando o ministro de trair a constituição e o povo do Brasil. Moraes respondeu as investidas incluindo Musk como investigado no inquérito das fake news e iniciando uma investigação sobre suas ações.
Após o embate, internautas se manifestaram contra o magistrado. Uma pesquisa da Genial Quaest indicou que 68% das menções nas redes sociais foram negativas a Moraes, enquanto apenas 32% criticaram Musk.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas