18.4 C
Jundiaí
terça-feira, 28 maio, 2024

Eliana Brega conta em livro 65 anos de ballet

spot_img

Pode não ser coincidência, mas até o universo se movimentou para que o lançamento do livro “Eliana Brega, 65 anos de aplausos”, acontecesse no dia 29 de abril, justamente no Dia Internacional da Dança. Fundadora da Escola de Ballet La Ballerina, em Jundiaí, sua trajetória nos palcos começou aos 4 anos de idade e nessa autobiografia, a bailarina deu espaço à poeta e reuniu histórias de bastidores, vitórias e os seus obstáculos, que como artista, enfrentou na carreira.
A motivação para que o palco da sua vida fosse para as páginas de um livro, Eliana conta que veio na inspiração da obra Reminiscências de Mongaguá. “A autoria é dos meus tios Joaquim Monteiro e Ivone de Almeida Monteiro. Foi assim que percebi que por mais simples que seja a nossa trajetória, temos algo a transmitir a alguém, sobretudo num País que não cultua a memória artístico-cultural daqueles que não fazem parte da mídia global ou ainda foram colocados no hall do esquecimento”, lamenta a bailarina.
Ela conta que o ‘start’ desse projeto aconteceu em 2002, quando escreveu tudo e deixou arquivado no computador. “Ficou lá na pasta C: Eliana – Documentos, até quando me dei conta que as cortinas dos meus 65 anos de palco estavam abrindo”, descontrai.
A publicação é pela Editora In House e conta com a participação de 25 amigos que contribuíram com narrativas ao trabalho da agora, também, escritora Eliana Brega. O radialista e amigo de longa data, Ari Ribeiro, adianta que a obra não fala só de dança.
Como a trajetória da bailarina e a data pedem, um espetáculo de dança será apresentado no dia do lançamento na Sala Glória Rocha. “Os ensaios estão intensos e para o lançamento preparei a coreografia ‘Ressignificar’, que mescla trabalhos coreográficos que impactaram a dança de Jundiaí e estão enraizados na memória afetiva do público com uma nova leitura. ‘Grito de Mulher’ de autoria do jornalista Pedro Fávaro Júnior, dá ‘voz’ à coreografia inicial”, disse.
No palco com Eliana Brega estarão, do Corpo de Baile La Ballerina: Débora McClure, Evânia Jacobino/Sara Yacov, Hamilton Cipriano, Selma Regina Barbosa, Tamiris Guerrero e Tânia Russi Guerrero. Do Corpo de Baile Cidade de Salto: Caroline Capitani e Luciana Pincovai. E também, a Terceira Idade Dança Jarinu com Célia Morais, Flora Kavakta, Inês Rodrigues de Paulo, Lucineia Lopes de Camargo, Luiza de Moraes e Miriam Pinheiro.
Eliana Brega reforça que as portas da Sala Glória Rocha, no Centro das Artes Prefeito Pedro Fávaro, estarão abertas ao público. “O espetáculo não está condicionado à compra do livro para ser prestigiado. Artista no palco fica feliz com o público no teatro. É sempre o nosso melhor combustível. Os ingressos podem ser reservados no site do Sympla, indicado no serviço”. (https://bileto.sympla.com.br/event/93231)

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas