17.5 C
Jundiaí
sexta-feira, 24 maio, 2024

CPFL dá dicas para segurança em casa

spot_img

A energia elétrica é um bem fundamental, porém, se não for utilizada de maneira segura, pode oferecer riscos. Por esse motivo, a CPFL compartilha algumas dicas de segurança essenciais para evitar acidentes domésticos, envolvendo energia elétrica.
Dados do anuário estatístico da Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade) mostram que o número total de acidentes com vítimas fatais, em decorrência da rede elétrica, em 2023, aumentou 13,7%, comparado ao ano anterior, em todo o território nacional. No ano passado, foram 986 ocorrências, com 647 vítimas fatais. Já em 2022, foram registrados 853 casos, sendo 592 mortes.
Entre os locais das ocorrências, as áreas residenciais representam 27,8% das mortes por choques elétricos em 2023, ficando atrás somente dos acidentes fatais em áreas de geração, transmissão e distribuição de energia. “Os números são alarmantes e só reforçam a importância de atuarmos ativamente na conscientização da população. Em todos os ambientes da casa, estar próximo de uma fonte de energia pode se tornar um risco se não forem tomados os cuidados necessários”, destaca o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da CPFL Energia, Marcelo Henrique de Biazzi.

Fique atento

Conectar vários eletrodomésticos em uma mesma tomada, por exemplo, pode parecer, uma solução inteligente, no entanto, a ação oferece um alto risco de sobrecarga elétrica, podendo provocar curtos-circuitos e até mesmo incêndios.
Outra prática comum é subir nos telhados das residências para fazer instalações ou manutenção de antenas de TV, sem atentar se há uma distância segura dos circuitos elétricos e se os equipamentos estão devidamente protegidos.
A distribuidora também reforça a importância de a população estar em dia com as manutenções das instalações elétricas e de se certificar que fiações, tomadas, disjuntores e demais componentes tenham o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).
“Inspeções preventivas e realizadas por profissionais qualificados reduzem as chances de acidentes com a rede elétrica dentro de casa, assim como a escolha por produtos certificados. Equipamentos fora deste padrão oferecem alto risco de choques e curtos-circuitos”, afirma Marcelo Henrique.
Dicas de segurança
Água ou umidade: nunca use aparelhos elétricos em locais com água ou umidade, nem com as mãos ou os pés molhados, e não leve rádios ou equipamentos elétricos para o banho;
Trocar lâmpada: ao trocar uma lâmpada, certifique-se de que o interruptor esteja desligado e nunca toque na parte interna do bocal (soquete), segure só pelo vidro;
Aterramento: Se você tomar choque ao ligar torneiras e chuveiros elétricos, isso indica que existe um problema de aterramento (fio terra) na instalação; procure um profissional habilitado para verificar;
Tomadas: Não use benjamim para ligar mais aparelhos nas tomadas. Fique atento também a amperagem, alguns aparelhos domésticos utilizam tomadas de 2 amperes;
Celular: Não use enquanto estiver carregando e não deixe o carregador conectado a tomada quando não estiver usando. Quando está ligado na tomada, o aparelho recebe energia elétrica e aquece a bateria, por isso, pode ser perigoso utilizá-lo;
Antena: Se a TV não está sintonizando bem, tome muito cuidado ao subir no telhado e manusear a antena, verifique principalmente se ela não está próxima da rede elétrica;
Limpeza: Jamais use garfo, faca ou objeto metálico em aparelhos ligados e só limpe esses equipamentos depois de se certificar de que eles estão fora da tomada;
Chave Geral: Desligue sempre a chave geral quando precisar fazer qualquer reparo na instalação;
Crianças: Tome cuidado com os dedos em tomadas, coloque sempre protetores e não deixe as crianças mexerem em fios e nem manusear sozinhas os aparelhos elétricos.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas