29.3 C
Jundiaí
sábado, 13 abril, 2024

Aura Pharma concentra esforços no crescimento do mercado de canabidiol no Brasil

spot_img

A Aura Pharma antecipa um aumento no mercado brasileiro de canabidiol (CBD), impulsionado pela regulamentação da Anvisa desde 2019. O setor, que movimentou R$ 700 milhões em 2023, está se beneficiando do aumento no número de médicos que receitam CBD e da ampliação do uso terapêutico da substância. Embora desafios como custos elevados persistam, a perspectiva é de crescimento, especialmente com possíveis debates sobre o cultivo de cânhamo para usos industriais e medicinais.

Desde 2019, o mercado de canabidiol (CBD) no Brasil passou a ser regulamentado pela Anvisa, e empresas como a Aura Pharma têm observado um crescimento contínuo na prescrição de medicamentos com CBD e na adoção de tratamentos com essa substância por parte dos pacientes.

O canabidiol é um componente não psicoativo da planta cannabis sativa, utilizado há muitos anos como agente medicinal no alívio de dores e convulsões. Pesquisas recentes têm revelado que suas propriedades terapêuticas vão além, incluindo a capacidade de atuar como antiemético, agente anti-inflamatório e protetor na neurodegeneração, além de proporcionar alívio da dor crônica, distúrbios do sono e espasticidade, entre outros (Amin & Ali, 2019; Villanueva, 2022).

Com a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 327, de 2019, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estabeleceu a regulamentação para o uso de produtos derivados de cannabis para fins medicinais ou de saúde no Brasil. Essa normativa define diretrizes para a fabricação, importação e comercialização desses produtos, com o objetivo de garantir sua qualidade e segurança para os consumidores.

Um dos pontos centrais dessa regulamentação é a necessidade de as empresas produtoras obterem o Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF) de medicamentos, concedido pela Anvisa, que garante que os procedimentos de produção estejam em conformidade com os mais altos padrões de qualidade.

Canabidiol no Brasil

A partir de 2019, o mercado de canabidiol tem apresentado crescimento constante no Brasil. Segundo o Anuário 2023 da Kaya Mind, empresa especializada em inteligência de mercado para o setor da cannabis e mercados afiliados, mais de mil empresas e associações já atuam no mercado de cannabis medicinal no país.

O anuário também revela que o mercado de cannabis medicinal movimentou R$ 700 milhões em 2023, representando um aumento de 92% em relação ao ano anterior. Esta tendência ascendente sugere que o setor poderá ultrapassar a marca de R$ 1 bilhão em 2024. Esse crescimento significativo reflete a maior adoção de tratamentos com CBD, com cerca de 430 mil pessoas beneficiando-se de derivados medicinais da planta em 2023, um aumento de 130% em comparação com o ano anterior.

Rafael Bassetto, sócio-investidor da Aura Pharma, destaca que o aumento no uso de medicamentos à base de canabidiol está diretamente relacionado ao interesse dos pacientes nos benefícios desse tratamento. “Os pacientes estão buscando os médicos e solicitando o tratamento com canabidiol. Após uma avaliação cuidadosa das condições de cada um, os médicos especializados prescrevem o medicamento quando há uma indicação clara para o seu uso,” afirma Bassetto.

O número de pacientes que utilizam medicamentos à base de canabidiol e de médicos que os prescrevem tem crescido significativamente. Guilherme Jabur, CEO da Aura Pharma, observa que, em 2019, apenas 15 a 20 médicos prescreviam canabidiol. No entanto, esse cenário mudou drasticamente nos últimos anos. “Esses médicos começaram a ter uma visibilidade muito grande com a eficácia nos tratamentos. A partir de 2020 e 2021, os médicos começaram a se capacitar e aumentar a curva de prescritores de canabidiol. Em 2021, eram cerca de 1,5 mil médicos, em 2022 chegou a quase 3 mil, e em 2023 e 2024 percebemos uma evolução para 9 mil médicos prescrevendo canabidiol comercializado em farmácias.”

As vendas de produtos de cannabis medicinal também registraram um aumento significativo nas farmácias, conforme dados da Associação Brasileira da Indústria de Canabinoides (Br Cann). Somente no primeiro semestre de 2023, foram comercializadas 193 mil unidades de medicamentos com CBD, representando um aumento de 201% em comparação com o mesmo período de 2022.

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas