13.8 C
Jundiaí
segunda-feira, 22 abril, 2024

Saúde fecha cerco contra criadouros do mosquito da dengue

spot_img

Agentes comunitários de saúde, sob coordenação da Vigilância em Saúde Ambiental, órgão da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, estiveram nas ruas, durante todo o sábado (2), para conscientização dos moradores e eliminação dos criadouros do Aedes aegypti, que além da dengue, também transmite a zika e a chikungunya. Foram percorridos 14 quarteirões na Vila Arens, onde foram encontrados oito focos, e mais quatro no Centro, onde foram achados cinco focos.
Dados da última sexta-feira (1º) apontam que Jundiaí tem 982 casos confirmados de dengue – sendo 790 autóctones, ou seja, contraídos na própria cidade. Os casos aumentaram 44% em uma semana. “Diante do aumento de casos, mais do que nunca é necessária a fiscalização e a orientação para a população. A maneira mais eficaz de combatermos o mosquito é eliminando quaisquer objetos que podem acumular água dos imóveis e descartando corretamente o lixo. Por isso, passamos de casa em casa para verificar as condições. As ações seguirão diariamente até controlarmos a situação”, comenta a gerente da Visam, biomédica Ana Lúcia de Castro Silva.
Moradora da região central, Alessandra Augusta de Barros Carretta teve a casa visitada pelas agentes e aprovou a iniciativa. “É uma ação importante para verificar se há criadouros nas casas. O combate à dengue deve ser uma responsabilidade dividida entre a Prefeitura e a população”, opina.
Em todo o município, ações para combate e enfrentamento da dengue estão sendo reforçadas. Desde dezembro, a Sala de Situação da Saúde – composta por técnicos de diversas unidades de gestão – monitora diariamente o cenário para a adoção de medidas antecipadas e de forma transparente.

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas