29.3 C
Jundiaí
sábado, 13 abril, 2024

Jundiaí reduz casos de mortalidade infantil

spot_img

Na contramão dos números divulgados pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística na quarta-feira, 27 de março, Jundiaí registrou queda de 40% em casos de mortalidade infantil entre os meses de janeiro e novembro de 2023. Os dados são do Hospital Universitário, referência no atendimento materno-infantil da cidade.
“O crescimento produtivo do HU é resultado de investimentos e do trabalho das equipes. A queda da mortalidade infantil é fruto da busca constante pela excelência, tanto da gestão, quanto dos colaboradores”, afirma o prefeito Luiz Fernando Machado. Ele conta que o investimento em Saúde representa um quarto de todo o orçamento municipal.
Conhecida como “Cidade das Crianças”, Jundiaí se destaca pelas políticas públicas voltadas especialmente para a primeira infância, muitas delas desenvolvidas com base no Observatório Jundiaí, uma plataforma com 300 indicadores vinculados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), formulados pela ONU (Organização das Nações Unidas).
“A ferramenta traz 100 indicadores voltados exclusivamente à primeira infância. Os dados incluem, por exemplo, coberturas de vacinas, saúde bucal e internações. A partir desse raio-X temos condições de compreender melhor o que deve ser aperfeiçoado no atendimento médico e hospitalar das nossas crianças, intervindo de maneira muito mais precisa e eficiente”, explica Luiz Fernando Machado.
Os dados divulgados pelo IBGE, a partir do Sistema de Informações sobre Mortalidade, do Ministério da Saúde, revelam que no ano de 2022 mais de 40 mil crianças e adolescentes de até 14 anos morreram no Brasil. O maior aumento se deu entre as crianças de 1 a 4 anos. Um total de 6.012 óbitos, 1.304 a mais (27,7%) que em 2021 (4.708 óbitos).

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas