16.4 C
Jundiaí
segunda-feira, 17 junho, 2024

Diferenças entre gêneros na perda auditiva na terceira idade

spot_img

A perda auditiva é uma ocorrência comum entre os idosos, sendo denominada presbiacusia, uma das mudanças fisiológicas decorrentes do envelhecimento. Além dos fatores associados ao processo natural de envelhecimento, há diversos elementos externos de risco que podem agravar essa condição. No entanto, uma recente pesquisa revelou disparidades nos fatores de risco entre homens e mulheres.

No início de março, um estudo publicado na PLOS ONE por pesquisadores sul-coreanos buscou aprofundar o entendimento sobre os fatores ligados à perda auditiva, investigando como o gênero pode influenciar nesses aspectos.

Os pesquisadores examinaram os registros de saúde de 2.349 participantes com mais de 60 anos, submetendo-os a testes de composição corporal e avaliações auditivas básicas. Por meio de análises estatísticas, identificaram os principais fatores associados ao risco de perda auditiva em homens e mulheres.

Os resultados revelaram que o baixo peso representou um fator de risco para a perda auditiva entre os homens. Por outro lado, tanto a obesidade quanto o baixo peso foram associados a riscos de presbiacusia nas mulheres. Além disso, o estudo destacou uma disparidade relacionada ao tabagismo: enquanto o hábito de fumar aumentou o risco de perda auditiva somente entre os homens.

Curiosamente, observou-se que a idade da primeira menstruação também desempenhou um papel significativo, especialmente entre as mulheres. Aquelas que tiveram sua primeira menstruação em uma idade mais precoce pareciam ser menos propensas a desenvolver perda auditiva posteriormente na vida, sugerindo um possível efeito protetor do hormônio estrogênio contra a presbiacusia.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas