26 C
Jundiaí
terça-feira, 20 fevereiro, 2024

Brasil assume a dianteira na adoção de Criptomoedas na América Latina

spot_img

De acordo com o recente relatório “Geography Cryptocurrency” publicado pela Chainanalysis, uma das principais empresas de análise de dados de mercado, o Brasil se destaca como o líder na adoção de criptomoedas na América Latina e ocupa a nona posição a nível mundial. Esse sucesso é atribuído à abertura do público a inovações e ao atual marco regulatório, que têm estabelecido uma base sólida para o mercado de criptomoedas no país.

Os investidores interessados em criptomoedas ainda têm uma oportunidade valiosa para aproveitar o crescimento desse mercado no Brasil. Os brasileiros têm abordagens peculiares quando se trata de investir em criptomoedas, o que os distingue de seus vizinhos latino-americanos.

Em primeiro lugar, a solidez do real brasileiro torna os investimentos e transações as principais utilizações das moedas digitais no país. Isso difere, por exemplo, da Argentina, o segundo país com maior adoção de criptomoedas na região, onde as criptomoedas são frequentemente utilizadas como reserva de valor em meio à inflação.

Enquanto na Argentina as stablecoins ganham preferência devido à crise econômica em curso, os brasileiros demonstram uma maior disposição para explorar moedas alternativas, com 17% dos usuários de criptomoedas optando por investir em altcoins, de acordo com análise da Chainanalysis. O relatório destaca que o mercado de criptomoedas no Brasil apresenta semelhanças com o comportamento de países economicamente mais desenvolvidos.

Outro aspecto positivo do mercado brasileiro é que, apesar de um declínio no investimento institucional em criptomoedas, houve uma recuperação nos últimos três meses, e o volume de transações tanto no segmento varejista como no profissional permaneceu estável ao longo do último ano.

Uma das opções inovadoras disponíveis é a negociação de propriedades com criptomoedas. A Unicoin, por exemplo, que está prestes a realizar sua Oferta Inicial de Moedas (ICO), oferece o Programa 140, que permite aos investidores adquirir criptomoedas diretamente utilizando imóveis.

Esse programa possibilita que os investidores troquem propriedades que não estão gerando o retorno esperado por um ativo mais versátil e dinâmico. Atualmente, a Unicoin já acumula mais de um bilhão de dólares em imóveis adquiridos por meio desse programa, além de ações de empresas com potencial de “unicórnio,” fortalecendo o respaldo da criptomoeda.

Dessa forma, a Unicoin tem construído uma criptomoeda mais estável que facilita as transações no Brasil. O desenvolvimento dos criptoativos no país tem se alinhado com o crescimento do mercado imobiliário, que registra um aumento de 8,7% ao ano no valor total de vendas, de acordo com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).

Além disso, as pesquisas relacionadas às criptomoedas no Brasil aumentaram em 355% no último ano, conforme dados da Coindesk, sinalizando um crescente interesse dos ‘criptocuriosos’ dispostos a explorar esse tipo de investimento.”

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas