17.8 C
Jundiaí
sexta-feira, 21 junho, 2024

Em partida no Maraca, mulher é presa por racismo contra policial

spot_img

A Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) deteve, nesta terça-feira (8), uma mulher por suspeita de ter cometido racismo contra um agente da corporação que trabalhava na segurança do Estádio do Maracanã, em partida entre Fluminense e Argentino Juniors, válida pela Copa Libertadores. 

O crime teria sido praticado enquanto o agente tentava conter uma briga entre torcedores da equipe argentina. O nome e a idade da detida não foram divulgados pela corporação até o momento. Após a prisão, a mulher foi conduzida ao Juizado Especial do Torcedor, localizado no interior do estádio. 

Além da acusada, outras três pessoas foram presas durante a operação de segurança da PMERJ. A primeira prisão aconteceu quando um torcedor foi detido por policiais do Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios (Bepe) por agredir uma funcionária de um dos bares do estádio. 

Já os outros dois torcedores foram presos durante uma confusão entre as torcidas e foram encaminhados ao Juizado Especial. Em campo, o Fluminense venceu o confronto por 2 a 0 e se classificou para as quartas de final do torneio e aguarda o vencedor do jogo entre Flamengo e Olimpia (Paraguai) para conhecer seu adversário.

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas