17.8 C
Jundiaí
sexta-feira, 21 junho, 2024

Após conquista do Paulistão, Abel Ferreira fala sobre futuro no Palmeiras

spot_img

Em pé de igualdade com Vanderlei Luxemburgo, Abel Ferreira, com a conquista do Campeonato Paulista 2023, neste domingo (9), diante do Água Santa, se torna o  segundo técnico com mais títulos do Palmeiras,

Em entrevista coletiva, o treinador foi questionado quais são seus planos para o futuro e se pretende continuar no Alviverde. Sem titubear, o português foi claro ao dizer que ele e sua comissão técnica preferem ficar no Verdão. 

“Eles (auxiliares) não querem sair daqui (risos). Nós somos o time do amor, o time da virada. Já disse que sou um treinador que gosta de estar onde quer que eu esteja”, declarou. 

O comandante, por outro lado, admitiu ter recebido propostas e falou da distância da sua terra natal. “Eu disse (ao Galiotte, antes da primeira Libertadores): ‘Esse é o clube dos sonhos de qualquer treinador. Só tem um defeito, que é um oceano no meio, dez horas de distância da minha família e meus pais’. De resto é um clube top. Sei como funciona se não ganhar. Mas como eu disse, gostamos muito de estar aqui. O clube sabe que várias propostas chegaram. Eu digo que não quero que me liguem, sabem que eu tenho um plano para mim. O futebol é dinâmico. Tenho minha família aqui. Tenho que pensar no todo, não posso ser egoísta. O próximo passo tem que ser muito bem pensado”, continuou.

Satisfeito com a conquista do estadual, Abel Ferreira tranquilizou a torcida do Palmeiras e ainda disse estar focado nas outras competições da temporada. “Não percamos tempo nisso, estamos bem aqui. É um orgulho fazer parte desse clube. Mesmo que a imprensa aqui seja muito exigente e dura. Não só comigo. Eu tenho ganhado e vão me engolindo. Sei que quando não ganharem, vão disparar as flechas. Faz parte do futebol. Mas aqui dentro, o clube dá todas as condições para podermos trabalhar. Quanto mais ganhamos, mais expectativa criamos. Não sei quanto tempo mais isso vai dar, quanta gasolina meus jogadores ainda têm para continuar com esse desejo”, comentou. 

Vinculado ao Verdão até o fim de 2024, o lusitano espera cumprir o acordo e continuar brigando por taças. Sua principal reclamação, porém, permanece sendo o calendário brasileiro. “O futebol aqui tem coisas fantásticas, mas outras desumanas. Nove jogos em um mês”, pontuou. “Me perdoem, mas temos que reduzir o número de jogos”.

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas