22.3 C
Jundiaí
sábado, 2 março, 2024

Ex-jogador do São Paulo, Richarlyson assume bissexualidade

spot_img

Reconhecido no Morumbi pelos inúmeros títulos que conquistou defendendo as cores do Tricolor de São Paulo, o ex-jogador Richarlyson, mais recentemente, ganhou as telas da Globo como comentarista e, durante entrevista ao podcast ‘Nos Armários dos Vestiários’, assumiu que é bissexual.

“A vida inteira me perguntaram se sou gay. Eu já me relacionei com homem e já me relacionei com mulher também. Só que aí eu falo hoje aqui e daqui a pouco estará estampada a notícia: ‘Richarlyson é bissexual’. E o meme já vem pronto. Dirão: ‘Nossa, mas jura? Eu nem imaginava’. Cara, eu sou normal, eu tenho vontades e desejos. Já namorei homem, já namorei mulher, mas e aí? Vai fazer o quê? Nada”, declarou o ex-atleta.

Durante o podcast, em nenhum momento Richarlyson foi questionado diretamente pelos jornalistas sobre sua sexualidade. Ao contrário do que aconteceu ao longo de sua carreira. “Pelo tanto de pessoas que falam que é importante meu posicionamento, hoje eu resolvi falar: sou bissexual. Se era isso que faltava, ok. Pronto. Agora eu quero ver se realmente vai melhorar, porque é esse o meu questionamento”, revela.

Ainda em 2007, a sexualidade de Richarlyson veio a público após José Cyrillo Júnior, um dirigente do Palmeiras na época, insinuar em rede nacional que o então jogador era gay. Na ocasião, o comentarista global registrou uma queixa-crime contra o cartola, e ele se desculpou publicamente.

Apesar do pedido de desculpas de José, o juiz do caso, Manoel Maximiniano Junqueira Filho, arquivou o processo alegando que não seriam aceitáveis homossexuais no futebol brasileiro porque prejudicaria o pensamento das equipes.

“Isso, sim, me deixou muito triste porque em nenhum momento eu senti que aquilo era uma coisa normal. Era uma coisa muito pejorativa. Isso foi muito ruim não só para mim. Ser homossexual não é demérito para ninguém, e no futebol não deveria ser um assunto tão polêmico. Nunca deixei que isso atrapalhasse o que eu quero para minha vida, não vai ser uma frase, uma palavra, uma discussão ou um cara babaca que tentou de forma vulgar maltratar uma classe? Pelo amor de Deus, quanto sofrimento tem na classe LGBTQIA+?”, finalizou Richarlyson. (IstoÉ)

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas