16.2 C
Jundiaí
sábado, 13 julho, 2024

Jundiaí promoveu a 6ª Conferência da Cidade

A Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente realizou no sábado (22), a 6ª Conferência Municipal da Cidade, no Espaço Expressa (Complexo Fepasa). Com o tema: “Construindo a Política Nacional de Desenvolvimento Urbano: Caminhos para cidades inclusivas, democráticas, sustentáveis e com justiça social”, foram discutidas questões de alta relevância para a população de forma coletiva para as cidades. A Conferência Municipal, é uma das etapas da Conferência Nacional de Cidades.
“A Conferência Municipal da Cidade reverbera diretamente no Plano Municipal de Desenvolvimento Urbano do país, é possível que as propostas apresentadas aqui sejam referências não só para nós, mas também para outros municípios e regiões, refletindo diretamente na qualidade de vida das pessoas, oferecendo-lhes não somente emprego e renda, mas uma cidade com qualidade de vida digna, a começar pelas nossas crianças, pois elas mediante uma boa educação, um bom atendimento na saúde poderão ajudar a melhorar e dar sequência ao que já vem sendo feito, não é um trabalho fácil, por isso precisamos estar sempre abertos a novas ideias e sugestões e é esse o objetivo da Conferência Municipal da Cidade”, disse o prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado.
Desafios do Desenvolvimento Urbano Sustentável: Habitação, ativação do Centro Histórico e resgate de atributos naturais do território no desenho urbano, fazem parte da temática de modo a articular e integrar as diferentes políticas urbanas de maneira transversal e incorporar a formulação das questões locais e regionais, foram alguns dos pontos abordados no encontro, onde é colocado em perspectiva assuntos centrais da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano, e depende de uma participação social e política ativa para que o país possa fortalecer a sua democracia e construir cidades inclusivas, democráticas, sustentáveis e com justiça social.
“A Conferência Municipal da Cidade é uma determinação dos governos Federal e Estadual, estabelecendo a interlocução entres os representantes públicos e a população em busca de soluções através das propostas apresentadas para o desenvolvimento das cidades, oferecendo todo o suporte necessário para que assuntos como desenvolvimento urbano, habitação, territórios periféricos, mobilidade urbana e saneamento básico, sejam tratados de forma mais ampla”, explica Sinésio Scarabello Filho, gestor da Unidade de Planejamento Urbano e Meio Ambiente.
Ao longo do dia, palestrantes, cidadãos comuns e membros do Conselho Municipal de Política Territorial (CMPT) tiveram a oportunidade de apresentar suas ideias, responder perguntas e traçar metas e planos para lidar com as diversas adversidades do dia a dia.
“Quando juntamos a sociedade e as autoridades públicas para apresentar um plano de ação, fica mais fácil analisar se é possível ou não. Unimos forças e criamos uma energia positiva para não deixar nenhum cidadão, nenhuma família de lado. Nossa meta é diminuir a distância existente entre as camadas da sociedade”, afirma José Police Neto, Subsecretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação do Estado de São Paulo.
Ao final do evento houve a eleição dos delegados para a Conferência Estadual das Cidades e apresentação das propostas a serem levadas para a análise na Conferência Estadual das Cidades.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas