13.5 C
Jundiaí
domingo, 21 julho, 2024

Campanha contra Paralisia Infantil continua nas UBSs

publicidadespot_imgspot_img

Jundiaí aplicou 2.586 doses da vacina contra a Paralisia Infantil, desde o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, no dia 27 de maio. A cobertura alcança apenas 12,57% do público-alvo. A mobilização tem como meta vacinar 95% das 20.575 crianças menores de cinco anos.
Na cidade, as doses estão disponíveis durante a semana em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Novas UBSs e Clínicas da Família, no horário de atendimento das salas de vacinação.
“Tivemos uma importante adesão no sábado, no dia D, com a aplicação de 764 doses. Mas a cobertura segue baixa, sendo necessária a ampliação para evitarmos a volta dessa doença que pode comprometer o desenvolvimento de uma vida. É fundamental que os pais e/ou responsáveis levem as crianças de 1 a 4 anos para receber a dose adicional da Pólio Oral, ou seja, da gotinha. A ação também é voltada para a atualização das carteiras da população menor de cinco anos, que deve estar com o esquema completo, que são três doses da vacina inativada da poliomielite”, ressalta a responsável pelo Programa Municipal de Imunização da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), enfermeira Vivian Cesar Beteli.
A Poliomielite, também chamada de Pólio, é uma doença grave que acomete os membros inferiores, paralisando-os de forma assimétrica e irreversível. O último caso registrado no Brasil foi em 1989. Em 1994, o País recebeu a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem. Em 2023, devido à queda sucessiva na cobertura vacinal a partir de 2015, o País foi classificado como de alto risco para a reintrodução do poliovírus.
Além da carteirinha de vacinação, é necessário apresentar o CPF da criança para o registro da dose no sistema do Ministério da Saúde.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas