15.4 C
Jundiaí
domingo, 21 julho, 2024

Agronegócio faz campanha para não se plantar murta

publicidadespot_imgspot_img

A Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo, conforme orientação da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, realiza campanha para incentivar o não plantio de murta em espaços públicos da cidade. O objetivo da ação é auxiliar no combate ao greening, doença que pode destruir e inviabilizar economicamente um pomar de citros.
“Nós vamos orientar os agricultores e queremos conscientizar também todos os moradores da cidade explicando a importância dessa ação. Com a redução dessas plantas hospedeiras do psilídeo, inseto transmissor da doença, é possível reduzir a população desse inseto nas cidades e contribuir significativamente com o manejo da doença dentro dos pomares de laranja, além de contribuir com a economia, a produtividade e a sustentabilidade do agronegócio no município”, disse a diretora de Agronegócio, Isabel Harder.
A Murraya paniculata, popularmente conhecida murta ou murta-de-cheiro, é um arbusto grande, com 3 a 7 metros de altura, com folhas pequenas e flores brancas na ponta dos ramos. É encontrada facilmente em áreas urbanas, como escolas, praças, chácaras, calçadas e quintais de casas. Por não se tratar de áreas comerciais, essas plantas não recebem tratamento adequado e são fontes de criação do psilídeo e disseminação do greening, uma doença de difícil controle e que ataca plantas da citricultura.

PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas