20.4 C
Jundiaí
sábado, 4 fevereiro, 2023

O que é importante saber sobre o câncer de próstata?

Especialista chama atenção para a doença que acomete 1 a cada 9 homens ao longo da vida e registra mais de 65 mil casos anualmente no Brasil. Obesidade e estilo de vida estão entre os fatores de risco

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil, o câncer de próstata é considerado o segundo mais comum entre os homens a partir de 50 anos, sendo que a taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento por conta de hábitos relacionados ao estilo de vida urbano. Números divulgados pelo Inca também mostram que essa patologia representa 29% dos diagnósticos da doença no país. Para se ter uma ideia, apenas no triênio 2020 e 2022, foram registrados 65.840 novos casos de câncer de próstata a cada ano.

A próstata é uma glândula que somente os homens têm. Ela está localizada na frente do reto e abaixo da bexiga. “As principais causas do câncer de próstata não são totalmente conhecidas, contudo, alguns fatores de risco colaboram para a incidência da doença como idade, histórico familiar, sobrepeso e exposição aos agentes químicos como aminas aromáticas, arsênio e produtos derivados do petróleo. Além disso, homens negros têm mais chance de desenvolver a doença, não por diferenças biológicas, mas por questões de desigualdades sociais, que dificultam o acesso a um diagnóstico e tratamento e preconceitos para buscar ajuda”, explica o especialista Ying Li Chiang, urologista.

“É importante lembrar que o câncer de próstata é assintomático na fase inicial, ou seja, o homem não terá nenhum sinal ou sintoma de anormalidade. Eles só começam a aparecer quando a doença está em estágio avançado”, esclarece o urologista. Mas em alguns casos os indícios podem ser: dificuldade de urinar, sangue na urina, alteração no jato da urina e aumento de frequência das micções. “Não quer dizer que o homem terá todos os sintomas, eles podem aparecer de forma isolada”, acrescenta.

O médico esclarece que ter uma dieta rica em frutas, legumes, verduras, grãos e cereais integrais e com menos gordura, associado à prática de atividades físicas, mantendo o peso adequado à altura, diminuir o consumo de bebidas alcoólicas e não fumar ajuda a diminuir o risco de câncer.

É indicado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) que os homens comecem a fazer exames preventivos contra o câncer de próstata a partir dos 50 anos de idade. “Os exames realizados para a detecção da doença são: as dosagens de PSA no sangue do paciente e o toque retal. Lembrando que reposição de testosterona não aumenta a chance de ter e nem de um possível retorno da doença”, afirma.

Nos estágios mais avançados, o tratamento não é simples, porém é fundamental procurar um especialista para que ele avalie a extensão e a fase em que a doença se encontra para que o paciente possa fazer uma terapia de forma personalizada. “É muito importante que após a descoberta do câncer de próstata o especialista faça uma bateria de exames para detectar se a doença já não se espalhou para outros órgãos”, finaliza.

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas