25.4 C
Jundiaí
sábado, 28 janeiro, 2023

Como aproveitar a Black Friday para fazer economia de verdade 

A Black Friday é uma das principais datas do varejo e muitas pessoas esperam pelas promoções para comprar eletrônicos, itens para casa, concretizar a viagem dos sonhos, entre outros. Este ano, a data oficial da Black Friday é no dia 25 de novembro, mas as promoções já começam a pipocar no e-mail, celular, redes sociais e sites desde o início do mês.  

Algumas dúvidas que sempre surgem no consumidor são: Será que essas promoções são de verdade? Dá mesmo para fazer economia? Quais cuidados devo tomar? Para ajudar, a Recovery, empresa do Grupo Itaú e pioneira na cessão de carteiras de crédito no Brasil, traz 8 dicas para aproveitar as ofertas sem se enrolar em dívidas e cair em golpes. 

1. Faça uma lista do que deseja ou precisa para não alucinar 

É normal ficar perdido no meio de tantas ofertas, por isso, a primeira dica é fazer uma lista do que você pretende comprar, organizando por ordem de prioridade. Está esperando a data para trocar o celular? Ter objetivos específicos é uma ótima maneira de evitar compras não programadas e gastos que podem comprometer o orçamento depois. 

Como sugestão, anote os detalhes do que vai buscar. Se for uma roupa, tenha em mente o tamanho, cor, tipo de tecido ou material (no caso de calçados e bolsas). Se for um pacote de viagem, anote o destino, data e tipo de hospedagem, por exemplo. Assim, você evita perder tempo na hora de procurar e não corre o risco de comprar apenas por impulso.  

Se for assumir várias parcelas, some-as antes de fechar o carrinho e ir para o pagamento para saber se terá mesmo condições de pagar. Se vai comprar em uma loja física, lista em mãos! 

Outra dica é pensar duas vezes antes de comprar. Avalie se você precisa mesmo do produto agora ou se a compra pode ficar para outro momento. 

2. Pesquise os preços com antecedência para não comprar com descontos fajutos 

Com a sua “lista de desejos” em mãos, pesquise os preços de cada item com antecedência. Em 2021, o site Reclame Aqui registrou mais de 9,6 mil reclamações de consumidores insatisfeitos com a propaganda enganosa de produtos ou com o prazo de entrega de itens comprados na Black Friday. O número foi 19% maior do que no ano anterior. 

Algumas lojas aumentam os preços antes e vendem pelo preço normal na Black Friday. Para fugir disso e não comprar nada “pela metade do dobro”, comece a monitorar o preço dos produtos que deseja com uma boa antecedência. Pesquise em lojas diferentes e anote os preços atuais e os ofertados na Black Friday para garantir que terá um desconto de verdade. 

Um caminho fácil para isso são os sites que consolidam e comparam preços. Aproveite também para fazer o seu cadastro nas lojas que pretende visitar no dia 25 e ganhe tempo na hora de comprar. Veja alguns sites para pesquisar preços: 

3. Antecipe compras de Natal 

O Natal e o Ano Novo estão chegando, então, que tal aproveitar os descontos da Black Friday para antecipar as compras de final de ano? Faça uma listinha das pessoas que irá presentear, pense no tipo de presente que gostaria de dar e pesquise os preços. A Black Friday pode ser uma boa oportunidade também para fazer economia na compra de toalhas de mesa, enfeites e outros itens. 

4. Vai viajar? Aproveite os descontos em pacotes, passagens e hospedagens 

Se você vai tirar férias em 2023, acerte a data em que fará isso e aproveite a Black Friday para comprar pacotes, passagens e fazer reserva antecipada de hospedagem. Muitas companhias aéreas, sites e empresas de viagens oferecem boas ofertas para quem deseja conhecer novos lugares. Assim, quando as férias chegarem, é só aproveitar! 

5. Estoque produtos de longa duração 

A maioria dos supermercados e hipermercados entram na Black Friday com muitas ofertas e essa é uma ótima chance para abastecer a casa com produtos de higiene e limpeza para os próximos meses. Veja os folhetos promocionais nos próprios sites das redes ou em sites que fazem isso por você, aglutinando e comparando os descontos, como o Ofertas de SupermercadosCatálogo de Ofertas e Porta Folhetos, entre outros.  

6. Tem cupom de desconto e cashback? Melhor ainda! 

Além dos descontos da Black Friday, muitas lojas e e-commerces oferecem cupons de descontos adicionais ou cashback, que converte uma porcentagem do valor gasto em crédito para as próximas compras, transferência bancária ou crédito no cartão. Alguns sites e aplicativos que você consegue cashback são o MéliuzBeblueMy Cashback, PicPayAme Digital

Para descobrir cupons de desconto, confira as redes sociais oficiais das lojas, banners no próprio e-commerce ou pesquise em sites como CuponomiaMéliuzMeuCupom e outros. Uma boa dica é aproveitar os cupons de entrega gratuita oferecidos por boa parte das lojas. Se você vai comprar um móvel, por exemplo, isso pode representar uma boa economia. 

7. Entenda o valor do frete 

Economizar na Black Friday exige que você esteja atento a todos os gastos que podem ser envolvidos na compra, inclusive o valor do frete. Não adianta encontrar um produto com um ótimo desconto se, no final, o frete para sua cidade for muito caro, elevando demais o preço final do produto. Pesquise antes o valor do frete, inclua o valor na sua lista de compras e busque alternativas para reduzir esse gasto, como cupons ou compra conjunta com um amigo ou familiar. 

8. Estabeleça um limite 

Além de ajudar no autocontrole, estabelecer quanto irá gastar é uma maneira de evitar sair da Black Friday endividado. O valor deve ser definido levando em conta sua renda e gastos mensais e não pode comprometer mais do que 30% do limite do cartão.  

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas