22.8 C
Jundiaí
terça-feira, 29 novembro, 2022

PDT anuncia apoio a Lula; Ciro deve seguir o partido

PUBLICIDADEspot_img

Candidatos e partidos aproveitaram esta terça-feira (4) para se posicionarem com relação ao segundo turno. O PDT, partido de Ciro Gomes, por exemplo, anunciou apoio unânime ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As lideranças pedetistas se reuniram online pela manhã. Ciro divulgou pronunciamento no início da tarde e informou que endossa a decisão do partido —mas não citou o nome do ex-presidente.

Em entrevista à imprensa, concedida por volta das 13h, o presidente do PDT, Carlos Lupi, disse que Ciro endossa integralmente a decisão do partido. O candidato derrotado publicou seu posicionamento cerca de uma hora depois.

“O Ciro não viajará, ficará aqui no Brasil e já declarou esse apoio”, garante Lupi.

Esse é o primeiro apoio partidário que o petista recebe após o primeiro turno. Ontem, o presidente do Cidadania, Roberto Freire, já declarou apoio a Lula —mas falta a oficialização partidária. No primeiro turno, a sigla, que compõe federação com o PSDB, estava com Simone Tebet (MDB).

Tebet é outro nome cobiçado pelos petistas. Inclusive nesta semana, o MDB liberou os diretórios para declararem apoio a quem preferisse —Lula já tem apoio de 12 deles desde o primeiro turno, mas o PT quer a ex-presidenciável. 

Em seu discurso após a eleição, ela indicou que tomaria posição —os petistas entendem que seja em prol de Lula. “Tomem logo a decisão, porque a minha já está tomada. Eu tenho lado, e vou me pronunciar no momento certo”, disse Tebet.

Lula teve 48,43% dos votos, contra 43,20% de Jair Bolsonaro. Já Tebet ficou em terceiro lugar, com 4,16%, seguida por Ciro, com 3,04%.Os dois disputam o segundo turno no próximo dia 30 de outubro. 

Fonte: UOL

Candidatos e partidos aproveitaram esta terça-feira (4) para se posicionarem com relação ao segundo turno. O PDT, partido de Ciro Gomes, por exemplo, anunciou apoio unânime ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As lideranças pedetistas se reuniram online pela manhã. Ciro divulgou pronunciamento no início da tarde e informou que endossa a decisão do partido —mas não citou o nome do ex-presidente.

Em entrevista à imprensa, concedida por volta das 13h, o presidente do PDT, Carlos Lupi, disse que Ciro endossa integralmente a decisão do partido. O candidato derrotado publicou seu posicionamento cerca de uma hora depois.

“O Ciro não viajará, ficará aqui no Brasil e já declarou esse apoio”, garante Lupi.

Esse é o primeiro apoio partidário que o petista recebe após o primeiro turno. Ontem, o presidente do Cidadania, Roberto Freire, já declarou apoio a Lula —mas falta a oficialização partidária. No primeiro turno, a sigla, que compõe federação com o PSDB, estava com Simone Tebet (MDB).

Tebet é outro nome cobiçado pelos petistas. Inclusive nesta semana, o MDB liberou os diretórios para declararem apoio a quem preferisse —Lula já tem apoio de 12 deles desde o primeiro turno, mas o PT quer a ex-presidenciável. 

Em seu discurso após a eleição, ela indicou que tomaria posição —os petistas entendem que seja em prol de Lula. “Tomem logo a decisão, porque a minha já está tomada. Eu tenho lado, e vou me pronunciar no momento certo”, disse Tebet.

Lula teve 48,43% dos votos, contra 43,20% de Jair Bolsonaro. Já Tebet ficou em terceiro lugar, com 4,16%, seguida por Ciro, com 3,04%.Os dois disputam o segundo turno no próximo dia 30 de outubro. 

Fonte: UOL

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas