16.4 C
Jundiaí
segunda-feira, 3 outubro, 2022

Equipe da Globo é agredida durante reportagem sobre incêndio

PUBLICIDADEspot_img

Afiliada da Globo, uma equipe da TV Centro América foi agredida ontem durante a produção de uma reportagem para o “Globo Rural” sobre combate a incêndios em algodoeiras próximas ao município de Lucas do Rio Verde (MT). A informação foi confirmada pelo repórter Bruno Motta, que foi vítima da agressão por um fazendeiro.

O episódio ocorreu quando Motta, acompanhado do repórter cinematográfico Alexandre Perassoli, gravava em frente a uma algodoeira que havia sofrido prejuízo de R$ 17 milhões pelos incêndios.

Ainda segundo o jornalista, a equipe da Globo havia pedido autorização para gravar dentro do local. Com a recusa, deixou a propriedade e iniciou as gravações fora dos limites da fazenda, em uma rodovia.

A equipe de TV foi surpreendida pelo proprietário da fazenda que, segundo o repórter, chegou a tomar o celular de suas mãos e o segurou pelo colarinho da camisa. Parte das imagens do confronto foram exibidas pelo jornal local da Globo, o “MT1”.

“Fomos ameaçados. Ele fazia uma encenação como se fosse tirar algo das costas, e falou que nos buscaria em casa caso o material fosse veiculado. Em determinado momento me puxou pelo colarinho, pegou o celular da emissora das minhas mãos e não queria devolver. Não deixava nem a gente ir embora. Tentamos manter a calma para que ele também se acalmasse”, conta Bruno em conversa com a coluna.

Em nota, a assessoria de comunicação da Globo enviou a seguinte nota. “A TV Globo repudia com veemência a violência, se solidariza com os profissionais e adverte, mais uma vez, que todos aqueles que atacam o trabalho da imprensa, estimulam esse tipo de ato”.

Nas imagens exibidas pela TV Centro América, é possível ouvir o fazendeiro exigindo que a equipe apagasse as imagens feitas enquanto gritava “senta lá e fica quieto”. Segundo o repórter, a equipe da afiliada da Globo procurou a delegacia de Lucas do Rio Verde. O caso foi registrado como ameaça e preservação de direito.

De acordo com o repórter, a equipe da afiliada da Globo procurou a delegacia de Lucas do Rio Verde. O caso foi registrado como ameaça e preservação de direito. 

A reportagem produzida pela equipe seria veiculada nos programas “+ Agro” (local) e para o “Globo Rural” (nacional). A intenção da reportagem era mostrar a estrutura de combate a incêndio das algodoeiras e o que estão fazendo durante esse tempo seco. (UOL)

Novo Dia
Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

notícias relacionadas