PUBLICIDADEspot_img
20.9 C
Jundiaí
quarta-feira, 26 janeiro, 2022
PUBLICIDADEspot_imgspot_img

A voracidade da CPFL

A CPFL, concessionária de energia elétrica na região, costuma posar de boazinha. Se propõe a trocar lâmpadas antigas, e até geladeiras já andou entregando a famílias de baixa renda. Mas tudo isso é só um rótulo. Na realidade, a CPFL é uma das empresas mais vorazes por dinheiro, e como todas, nos fornece a energia mais cara do mundo. Como todas as concessionárias, coloca a culpa dos preços ora na estiagem ora nos problemas do passado. E põe a conta no lombo do consumidor.

Pessoas que tiveram o vencimento das contas no dia 18 passado, já estão recebendo por e-mail as ameaças de costume. A CPFL está ameaçando colocar o nome e o CPF de quem atrasou a conta somente sete dias no Serasa. Ou seja: paga ou vai pra lista negra.

Nem a Net, que é uma péssima prestadora de serviços, careira e de mau atendimento ao cliente, faz isso. Nem a Comgás, fornecedora do gás encanado, o chamado gás de rua, faz esse tipo de ameaça quando há atraso no pagamento de contas. Mas a “boazinha” CPFL não quer saber, e logo despeja seus e-mails terroristas nos pobres clientes.

Se a CPFL fosse um exemplo, até se entenderia a necessidade dela ter dinheiro em caixa no dia certo. Mas é bom lembrar que os postes da CPFL estão uma balbúrdia de fios; que os postes, que ela deveria cuidar, estão abarrotados de cartazes de propaganda que vão desde mulheres que fazem previsão do futuro a empresas que oferecem crédito consignado. No resumo: a CPFL não cuida do que é dela. E não cuidando, enfeia a cidade toda com suas gambiarras de fios.

Se a CPFL fosse tudo isso que ela diz ser, não teria sequer postes nas ruas. Colocaria toda a fiação em dutos subterrâneos, como fazem as cidades modernas no mundo todo, que não são reféns de concessionárias meia-boca. Mantendo os postes – nem todos em boas condições – produz uma paisagem de horrores. E para constatar, basta olhar qualquer rua.

Pior de tudo é que essa concessionária, quando faz substituição de postes, arrebenta as calçadas e depois vai embora, deixando ao dono da casa a missão de concluir a obra. E mais: para mudar um poste de lugar, a CPFL cobra, e não é pouco.

Outro detalhe: há muito se discute a forma de cobrança do ICMS das contas de luz. Já está provado que a cobrança e muito maior do que deveria ser. Mas para a concessionária esse assunto é proibido. Do jeito que está, bom demais.

Que a CPFL mande todos os atrasados para o Serasa. E que todos os atrasados mandem a CPFL para o inferno.

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

notícias relacionadas