spot_img
spot_img
35.2 C
Jundiaí
segunda-feira, 20 setembro, 2021
spot_img

O dia que Michael Keaton revelou que quase estrelou “Batman Eternamente” (1995)

O ator Michael Keaton, que celebrou seu aniversário de 70 anos esses dias mesmo, e em breve, viverá novamente o Batman dentro de um filme da DC Comics (no caso, um filme do Flash, que chegará aos cinemas em 2022) revelou recentemente em uma entrevista concedida ao “The Hollywood Reporter” que chegou a ser convidado pelo alto comando da Warner Bros. para retornar ao papel do Morcegão em “Batman Eternamente” de 1995.

Michael Keaton que estrelou “Batman – O Filme” (1989) e Batman – O Retorno (1992) ainda é o favorito de parte do público

Por problemas de merchandising junto ao MCDonald’s (que disse ter muita dificuldade de vender os brindes dos filmes anteriores, principalmente pelo tom sombrio e violência) o diretor Tim Burton foi impedido de concluir a sua trilogia e acabou sendo demitido da vaga de diretor, o que deixou Michael Keaton e uma posição bastante desconfortável, somado a isso, Joel Schumacher foi contratado para assumir o longa e ao apresentar o novo roteiro para Michael Keaton, ele disse não ter gostado nem um pouco. “Não era nem um pouco bom” disse o ator na mesma entrevista, aonde deu ênfase que o roteiro “não fazia muito sentido”.

A ideia sempre foi trazer Duas-Caras como vilão da terceira parte, mas aqui, Billy Dee Williams (o Harvey Dent do primeiro filme) já havia sido substituído por Tommy Lee Jones (que por sua vez, acabou tendo problemas com o senso de humor de Jim Carrey fora das câmeras).

Jim Carrey afirmou que no set de “Batman Eternamente” (1995) Tommy Lee Jones assumiu em voz alta “não gosto de você”.

Por fim, Val Kilmer acabou fazendo teste e aceitando o papel do Homem-Morcego, mas recentemente no documentário “Val” (2021) produzido pela Amazon, Kilmer deixou claro seu descontentando com a sua versão do personagem: “No fim, era somente eu ali parado, dizendo falas que parecia de telenovela, enquanto os dubles faziam todo o resto, não teve nada de empolgante ou de emocionante nesse trabalho”.

Tanto que com ele, ocorreu exatamente o mesmo: foi também convidado para viver novamente o herói no famigerado (e odiado) “Batman e Robin” de 1997, mas ele próprio recusou o papel. “Não havia desafio nenhum ali”. O papel acabou ficando para George Clooney, que hoje também abomina o trabalho. Em uma entrevista em um talk-show, Clooney disse: “Eu tenho uma foto minha, vestido de Batman, até hoje, na parede do meu escritório. Deixo lá, para eu sempre me lembrar o que acontece quando aceitamos fazer um trabalho somente pelo dinheiro”.

Eita morcego polêmico, hein?

Para mais curiosidades e informação sobre cultura pop, siga @sessaoset no instagram e se inscreva no nosso canal em YouTube.com/sessaoset

Felipe Gonçalves é apresentador do canal Sessão Set e do Novo Dia Notícias

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

notícias relacionadas