spot_img
spot_img
35.2 C
Jundiaí
segunda-feira, 20 setembro, 2021
spot_img

Golpe da maquininha quebrada explodiu com a pandemia

Durante a pandemia de Covid-19, aumentou muito o número de brasileiros que usam aplicativos de entrega para pedir comida e, com isso, também aumentaram os golpes.

Tatiana foi vítima do golpe da maquininha quebrada. Ela fez um pedido por um aplicativo de entregas. Não muito tempo depois, recebeu uma mensagem do entregador no próprio aplicativo.

Ele dizia que tinha sofrido um acidente, voltado ao restaurante e que estavam pedindo o telefone dela para resolver o problema com a entrega. Uma tentativa de comunicação fora do aplicativo? Nesse momento talvez já fosse o caso de se perguntar: é golpe? A Tatiana desconfiou, mas, na pressa, acabou passando o número do celular.

Segundo Tatiana, uma moça ligou para ela dizendo que era gerente da loja e que o entregador iria até a casa dela entregar a sobremesa e cobrar uma taxa de R$ 3,90. E realmente apareceu um entregador.

“Chegou, me entregou o pedido, era exatamente o pedido que eu fiz. Me entregou o pedido e pediu para eu passar os R$ 3,90 na maquininha. Era aquela maquininha que passa junto com o celular. O visor da maquininha estava branco, e um valor de R$ 3,90 no celular. Passei, digitei a minha senha, passou, normal. Vida normal, peguei, subi, só que nesse momento chegou no meu celular um aviso de que tinha entrado no cheque especial”, conta Tatiana.

Em vez da suposta taxa de R$ 3,90, Tatiana pagou R$ 2,5 mil. De acordo com o Procon, somente em 2021 aumentou em quase 160% o número de golpes. O total de prejuízos chega perto de R$ 700 mil.

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

notícias relacionadas