spot_img
spot_img
20.3 C
Jundiaí
quarta-feira, 1 dezembro, 2021
spot_img

A subordinação do capital produtivo ao sistema financeiro.

O receituário do Consenso de Washington continua sendo aplicado em países da América Latina desde a última década do século passado, mas em algumas áreas com uma dose de veneno acima da recomendação. É importante salientar que as politicas macroeconômicas desenhadas pelos economistas do governo Collor pouco se modificaram no decorrer de outras gestões.

Até ocorreu algumas exceções motivadas pelas mudanças bruscas no ambiente econômico global com a entrada da China, que passou a ameaçar a hegemonia do império americano principalmente na orientação dos riscos inseridos na livre mobilidade de capitais, o que dificulta à autonomia de politicas econômicas criando uma subordinação à moeda de referência global.

Esse movimento permitiu o reposicionamento de países como Rússia, Brasil, Índia e África do sul e contaminaram outras regiões do planeta, provocando uma reação do Pentágono com aplicação de suas inúmeras estratégias de opressão.

As adequações propostas por Washington naquele momento parecia elementar para a integração das economias subdesenvolvidas e o fortalecimento de suas estruturas produtivas. A ideia de abertura econômica e comercial seria interessante se os conjuntos de produção dessas nações estivessem preparados para a competição acirrada com as entrantes.

A recomendação de ajuste e disciplina fiscal, por exemplo, passou a ser uma cilada, pois os estados perderam a capacidade de direcionar seus orçamentos para áreas vitais para o desenvolvimento social, a obrigatoriedade de superávit passou a ser a principal variável na composição da equação do risco país, formulado por agências de rating com missão duvidosa.

Setores estratégicos podem garantir alguma autonomia na aplicação de politicas econômicas mesmo nesse cenário de competição global, entretanto com a privatização da infraestrutura esses braços são amputados dificultando a mobilidade, basta observar a dificuldade de utilização das estruturas portuárias e aeroportuárias por empresas pequenas.

O embaraço é pior ainda nas empresas de energia e petróleo mesmo porque a manutenção da politica de preços para agradar aos investidores é um vírus que contamina todas as cadeias produtivas e consequentemente a sociedade com o aumento do custo de vida. 

A política monetária adotada por Meireles no governo Temer e continuada por Guedes no atual governo vem camuflada para esconder as maldades de uma redução induzida na taxa de juros básica com a argumentação de diminuição do endividamento e gasto fiscal do governo o que na verdade não ocorre devido à flutuação.

Deve acreditar que os técnicos do governo não conhecem o fundamento econômico e qual seria o impacto na taxa de câmbio com essa indução? Os efeitos desses desajustes na economia real determinada pela queda na taxa básica de juros sem elevação de produtividade estão contidos na dolarização de toda a produção nacional, subordinação ao mercado financeiro com a imposição de suas vontades inclusive reformas que vão aumentar a dependência do produtor ao financiador.

É claro que a ruptura ao modelo proposto é ideal seguindo o exemplo da Federação Russa, mas se a escolha for atender aos procedimentos da ordem americana, ao menos um plano econômico consistente para direcionar os agentes econômicos.

A ausência desse planejamento fertiliza o capitalismo predatório que suga os lucros dos produtores e retira a satisfação dos consumidores para alimentar a ciranda financeira. Essa realidade pode ser percebida na origem da fortuna dos novos bilionários brasileiros, que apesar da pandemia e da crise econômica, o país tem quarenta novos representantes na lista da Forbes nesse ano.

Segundo a revista, os desafios do último ano esquentaram o mercado de capitais e favoreceram ainda mais o “clube dos barões”.

Everton Araújo – é brasileiro, economista e professor.

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.
PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

SUGESTÃO DE PAUTAS

notícias relacionadas