spot_img
12.5 C
Jundiaí
terça-feira, 3 agosto, 2021
spot_imgspot_img

“Viúva Negra” entrega ação eletrizante, no melhor estilo Marvel

Chegou nesta sexta-feira (9) feriado em São Paulo, “Viúva Negra”, despedida da atriz Scarlett Johansson do papel da super-heroína / espia & assassina profissional que batiza o filme, na qual ela deu vida em 8 filmes dentro do Universo Cinematográfico da Marvel. Esse filme tem os eventos ocorridos após “Capitão América: Guerra Civil” (2016) e os dois últimos filmes dos Vingadores (Guerra Infinita e Ultimato), aonde a Viúva Negra encontrou redenção e seu destino derradeiro. Sim, esse filme deixa claro que Johansson não voltará ao papel, e ainda faz conexão com o futuro do MCU através de outros personagens.

O que dá para dizer logo de cara é que, assim como no trailer, esse filme é de fato um filme de ação eletrizante e deveras impressionante. Ouso dizer aqui que de fato, é um dos melhores filmes de ação da Marvel, ao lado de “Capitão América: O Soldado Invernal”. O filme se passa em algumas épocas diferentes e faz bom uso de flashbacks para tentar dar profundidade para a trama (quem no final das contas, não é tão profunda assim) e principalmente desenvolver personagens, principalmente os coadjuvantes vividos por Rachel Weisz, que vive Melina e David Harbour que vive o Guardião Vermelho, um “Capitão Russia” que teve seus momentos de glória na antiga União Soviética e que agora está “aposentado” (por motivos de força maior).

Química explosiva em tela entre Scarlett Johansoon e Florence Pugh, que surpreendeu nas cenas de ação.

Se dou destaque para alguma personagem e performance, é para a de Florence Pugh (de Adoráveis Mulheres e Mindsomar). Ela vive a “irmã adotiva” da Natasha Romanoff e praticamente divide o protagonismo do filme (por isso, não foi citada dentre os coadjuvantes). A trama tem algumas reviravoltas (como disse, não achei a história tão incrível) e como costuma acontecer em alguns filmes da Marvel, talvez o ponto fraco sejam os vilões, que basicamente são o temido Treinador (Taskmaster, no original) que simplesmente consegue copiar qualquer habilidade de luta de qualquer pessoa, inclusive dos Vingadores, e o russo Dreykov, vivido pelo talentoso Ray Winstone. William Hurt dá as caras novamente vivendo o General Ross, que está caçando vingadores foragidos, mas que sua aparição consiste em apenas duas cenas, uma no início do filme, e outra no final.

Fica a recomendação para dar uma conferida, principalmente quem é fã dos filmes e do estilo Marvel de fazer cinema, filme pipocão e um prato cheio para o final de semana. O filme está disponível no Disney Plus com acesso premium no valor de R$ 69,90 (pra rachar com a família e assistir todo mundo junto) e também nos cinemas de todo o Brasil que estão em funcionamento com as restrições sanitárias e distanciamento social, afinal, ainda estamos enfrentando uma pandemia. Acompanhe o Novo Dia Geek com vídeos semanais toda sexta-feira às 11h nos canais oficiais do grupo Novo Dia no YouTube, Facebook e Instagram (IGTV). Bons filmes!

Felipe Gonçalves é colunista e apresentador do Novo Dia Geek

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas