spot_img
17.6 C
Jundiaí
quarta-feira, 16 junho, 2021
spot_imgspot_img

Quando dados vazados facilita a vida do golpista

Quase todos os dias surge uma notícia de vazamento de dados pela rede. O mais recente e maior registrado no Brasil dá conta de que 220 milhões de pessoas foram expostas. Embora você acredite que isso nunca vá acontecer com você, saiba que informações vazadas de diferentes bases, como o roubo e a clonagem de contas do WhatsApp facilita, e muito, a vida do criminoso.

Uma das formas dos golpistas agirem é pegar informações vazadas de diferentes banco de dados até traçar o perfil completo da vítima. Daí a necessidade de adotar hábitos mais seguros, redobrar a atenção para diminuir os riscos.

É sabido que dificilmente o criminoso tem todas as informações da vítima em um só vazamento. Habilidosos, eles cruzam os dados em diferentes bases, contendo detalhes pessoais sobre várias pessoas.

Em um dos arquivos pode estar o nome e e-mail. No outro nome, e-mail e senha. Um terceiro nome, data de nascimento e endereço. Ao cruzar todas estas informações, o criminoso consegue formar o perfil de uma vítima em potencial. 

“Vale lembrar que não são necessários muitos dados pessoais para o golpe se concretizar. Uma ou duas informações e a vítima corre o risco de ter um prejuízo”alerta Carlos Affonso de Souza, diretor do ITS Rio.

Pelo WhatsApp

Em golpes pelo WhatsApp, é possível obter o nome e número de telefone, da mesma forma como em anúncios de vendas de itens online.

A segunda etapa da construção do perfil da vítima, consiste na chamada engenharia social, que nada mais é do que a habilidade do criminoso de convencer a vítima a fornecer o código de autenticação.

“Geralmente uma pessoa entra em contato com a vítima e diz que vai mandar um código para liberar o anúncio. Na verdade, trata-se de uma sequência numérica que permite acessar o WhatsApp, ainda que de forma remota”, explica Affonso.

Em seguida vem o roubo da conta, propriamente dito. Em posse dela, o golpista finge ser a vítima e começa a pedir dinheiro emprestado para os contatos dela. 

Dicas para se proteger:

1- Nunca compartilhe o código de ativação do WhatsApp;

2-Desconfie de pessoas que durante o contato usa gírias, frases informais ou cometer erros de português;

3-Ligue o sinal de alerta absoluto se o contato pedir para instalar algum programa em seu aparelho, exigindo pagamento e/ou informações pessoais, como senhas, documentos pessoais;

4-Para aumentar a proteção, ative a verificação em duas etapas do WhatsApp.  

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas