spot_img
20.2 C
Jundiaí
quarta-feira, 16 junho, 2021
spot_imgspot_img

Giro ND aborda adoção no livro “Histórias na Varanda”

No Dia Nacional de Adoção, instituído em 25 de maio, o Giro Novo Dia recebe a psicóloga Maria Angélica Amarante dos Anjos. Ela, que escolheu a mesma data para lançar o livro “Histórias na Varanda – Conversas sobre Adoção e Vida”, foi premiada com a Lei Aldir Blanc, da Secretaria de Cultura e Juventude de São Bernardo do Campo, onde reside. 

“Este livro é mais uma oportunidade para falar sobre o mundo da adoção e da chegada dos filhos, que é tão igual e tão diferente ao mesmo tempo”, revela a autora.

Mas a relação de Maria Angélica com a adoção vai muito além das páginas de um livro. A psicóloga e o esposo Wilson dos Santos adotaram em 2014, Jonas, na época com 8 anos de idade. “Já queríamos um filho que viesse andando, falando e que a gente pudesse passear”, relata.

Segundo Angélica, muitos casais têm medo e preconceito com relação à adoção, principalmente para acolherem uma criança acima de 7 anos e por conta disso, acabam optando pelos métodos da medicina reprodutiva. “No caminho da adoção você entende que é seu filho e não importa a maneira como ele chegou”, ressalta a psicóloga.

Sobre “Histórias na Varanda”, a psicóloga acredita que existe muito a ser dito sobre o universo da adoção, especialmente de forma mais aberta, livre de preconceitos e pré-julgamentos. “Ao entrar no processo de julgamento nos deparamos, ao mesmo tempo, com a figura do filho que chega e do filho que um dia fomos. Você sai da sua zona de conforto e se propõe a fazer algo para alguém ou para uma coletividade”, destaca.

Para os interessados na leitura do livro de Angélica, basta acessar a página no Facebook – Anjos da Guarda Serviços de Apoio à Adoção. Link da Página: https://www.facebook.com/Anjos679.

O trabalho

Paralelo a chegada de Jonas, Angélica começou a desenvolver um trabalho em prol da adoção para auxiliar as famílias que têm o mesmo desejo a encontrarem nos abrigos crianças e adolescentes em busca de um lar.

Segundo Agélica, existem cerca de 150 grupos de apoio a adoção espalhados pelo Brasil, sendo a grande maioria no Estado de São Paulo gerenciados pela ANGAAD (Associação Nacional de Grupos de Apoio à Adoção), que utiliza a força do movimento para propor ao Poder Público melhorias no sistema de adoção. 

Confira a entrevista completa no link

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADEspot_img
PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas