spot_img
22.3 C
Jundiaí
terça-feira, 18 maio, 2021
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Horário ampliado é positivo para o comércio e para as vendas do Dia das Mães, avalia Sincomercio e CDL Jundiaí

A prorrogação da fase de transição do Plano São Paulo, com ampliação do horário do comércio e do setor de serviços das 6h às 20h, no período de 01 a 09 de maio, é positiva na avaliação do Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí (Sincomercio) e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí (CDL). O anúncio do Governo de São Paulo foi feito na tarde desta quarta-feira (28/04).  No entanto, as entidades aguardam publicação do decreto municipal com orientações sobre a ampliação da Fase de Restrição.

Campanha CDL e Sincomercio 

Para estimular as vendas no comércio de Jundiaí no Dia das Mães, a CDL e o Sincomercio promovem a campanha “Mãe, tem mensagem pra você!”. As lojas de comércio e de serviços participantes da campanha vão oferecer uma mensagem de vídeo personalizada para as mães a partir do envio de 3 fotos.  Para garantir o voucher, o consumidor precisa comprar nas lojas de comércio e de serviços participantes relacionadas no site https://campanha.cdljundiai.com.br

Pesquisa Dia das Mães

Levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, revela que 77% dos consumidores devem realizar pelo menos uma compra no período — o dado fica bastante próximo dos 78% observados em 2019, antes da pandemia da COVID-19. Em números absolutos, a expectativa é de que aproximadamente 122,9 milhões de brasileiros presenteiem alguém este ano, o que deve movimentar uma cifra próxima de R$ 24,3 bilhões nos segmentos do comércio e serviços.De acordo com o levantamento, os entrevistados têm a intenção de presentear não apenas as próprias mães (79%), como também as esposas (18%) e sogras (18%). Conforme a pesquisa, os produtos campeões de venda devem ser as roupas, calçados e acessórios (49%), perfumes (42%), cosméticos (28%) e chocolates (21%). O ranking ainda é formado por flores (18%), maquiagem (14%), utensílios de cozinha (12%) e celular/smartphone (11%). Sobre valores, 27% dos entrevistados devem gastar entre R$ 51 a R$ 100 com os presentes. Já considerando a média total de gastos, o brasileiro deve desembolsar R$ 197,46. O levantamento apontou ainda que as lojas físicas aparecem como o principal local de compras dos brasileiros, 69% dos entrevistados afirmaram que pretendem comprar a maioria dos presentes fisicamente sobretudo nos shopping centers (26%) e em lojas de rua (20%). Já a internet aparece como local de compra de 57% dos consumidores, principalmente nos sites e lojas virtuais (38%). Para os entrevistados, os fatores que mais pesam na escolha do local de compra são a atratividade do preço (45%), as promoções (36%), a qualidade dos produtos (35%) e frete grátis (29%).

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas